Armada 2

Todo jogo ambientado no universo de Warhammer 40K que se tem o mínimo de respeito, sabe que cedo ou tarde tem que jogar o pouco de bom senso que resta pela janela. Na última semana foi a vez de Battlefleet Gothic: Armada 2, com a sua imensa atualização que agora permite batalhas com o dobro ou até o triplo de unidades na tela.

As então chamadas “massive battles” estão apenas disponíveis no modo skirmish contra a IA, mas permitem que até naves de classe “Titã” (uma das maiores e mais poderosas do jogo) estejam presentes em campo. Vale reforçar que o modo não segue os mesmos requisitos mínimos ou recomendados do game. Ou seja, se você já tem dificuldade em rodá-lo com uma taxa de quadros aceitável, é bom evitar de jogá-lo ou reduzir a qualidade mais ainda.

Como era de se esperar, o balanceamento das naves para este modo é equivalente a nada. O foco está mesmo nas batalhas impressionantes, os canhões e todo o absurdo que acontece na tela. A Tindalos também aproveitou para fazer um novo balanceamento nas unidades para as partidas ranked, que marca o início da segunda temporada competitiva.

Esta é a quarta e (teoricamente) penúltima atualização prevista para Armada 2. Ao que tudo indica, a última será composta por uma nova campanha. Com sorte, mais interessante do que as presentes na versão de lançamento.

Battlefleet Gothic: Armada 2 dá acesso a batalhas com o triplo de naves

About The Author
- Ex-colaborador da EGW e redator para o BABOO. Tento constantemente entender sistemas e relacioná-los às emoções e reações que sentimos nos jogos.