Microsoft Flight Simulator

A última semana teve uma grandíssima dobradinha de notícias sobre o Microsoft Flight Simulator. A primeira é que o World Update V, focado nos países nórdicos, foi lançado na última quinta-feira (17).

Com um pouco mais de 6GB (sem contar a atualização de 3GB obrigatória), a atualização adiciona 78 pontos de interesse, 100 novos aeroportos sendo alguns deles feitos à mão. Vale lembrar que é preciso fazer o download do pacote via o Marketplace do Microsoft Flight Simulator para obter as melhorias na região.

Todavia, esta é a primeira atualização do estilo que não inclui cidades com fotogrametria. A Microsoft e a Asobo não entrou em detalhes sobre a razão dessa decisão. Entretanto, a quantidade de novos pontos de interesse é mais o que suficiente para suprir aqueles que tem interesse em explorar os países nórdicos.

O que ela confirmou, no entanto, é que as versões Xbox Series S e X estarão disponíveis partir de 27 de julho. A Asobo não entrou em detalhes sobre a diferença visual entre ela e a versão PC, mas considerando que recentemente ela reduziu o tamanho da instalação inicial do Microsoft Flight Simulator via uma baita otimização, estou curioso para ver como ele irá se sair na plataforma.

Por fim, para os mais entusiastas do ramo, vale lembrar que a PMDG lançou na última sexta-feira (18) o seu primeiro add-on para o Microsoft Flight Simulator, o DC-6. Reforço que é um avião voltado para entusiastas e de longe um dos mais complexos de se pilotar no simulador.

Eu tenho uma breve experiência com ele na época do Prepar3D e X-Plane 11 e até hoje não sei tirar ele do chão sem a ajuda de um engenheiro “AI” que faz alguns procedimentos automáticos para você. O mesmo engenheiro está presente na versão para Microsoft Flight Simulator. O preço? Bem, nada mais nada menos do que US$59,99.

A lista completa de alterações do World Update V está disponível no fórum da Microsoft.

“World Update V” chega para Microsoft Flight Simulator, versão Xbox sai em julho

About The Author
- Ex-colaborador da EGW e redator para o BABOO. Tento constantemente entender sistemas e relacioná-los às emoções e reações que sentimos nos jogos.