Como alguém que já havia jogado as duas primeiras missões de Warhammer 40K: Battlesector, eu jurava de pé junto que o jogo de estratégia em turnos da Black Lab Games daria as caras ainda este mês. Para a minha surpresa ele foi adiado para 15 de julho no PC. A notícia foi dada na última semana durante o Home of Wargamers da Slitherine.

Embora de início eu estava chateado com o adiamento pois sentia que o jogo já estava um tanto mais polido, a Slitherine nos deu acesso a uma nova versão de preview com outras quatro missões e digo para a Black Lab Games tomar o tempo que ela precisar para este jogo.

As novas missões, que ocorrem após a “Breach In The Heavenwall” que comentei nas minhas primeiras impressões, demonstram melhor ainda a complexidade de táticas e modificadores de terreno que estão presentes no game.

Tais missões também me deu a oportunidade de ver melhor como é o sistema de gerenciamento de esquadrão e a progressão entre missões da campanha. Em suma, você ganha pontos extras ao completar objetivos opcionais que podem ser usados em melhorias para os seus esquadrões. O sistema é bem vasto e garante um bom grau de especialização.

Por exemplo, se você quer usar apenas Space Marines “tradicionais” em uma partida, você pode muito bem focar-se nas melhorias voltadas para eles. Só não diga que eu não avisei que isso pode acabar sendo um tiro pela culatra e você for trucidado em uma partida.

E por falar em ser trucidado, esta foi praticamente a minha experiência com as novas missões de Warhammer 40K: Battlesector. A quantidade de Tyranids que aparecem no mapa é exorbitante – feito  justamente para te deixar com a mais pura tensão e completar os objetivos o mais rápido possível. Tanto que uma delas não parava de dar “spawn” em Tyranids até eu levar todas as minhas tropas (as que sobraram) até o ponto de extração.

Estou bem curioso para saber se isto vai se manter pelo resto da campanha, pois como disse nas minhas primeiras impressões, Battlesector tem o potencial de ser um dos melhores jogos em turnos da franquia Warhammer 40K.

Isto sem contar no modo foto, que também foi anunciado no evento e do que eu testei, é uma ótima adição para quem gosta de tirar fotinhos de Tyranids sendo metralhados.

Warhammer 40K: Battlesector sai em julho, veja novo trailer

About The Author
- Ex-colaborador da EGW e redator para o BABOO. Tento constantemente entender sistemas e relacioná-los às emoções e reações que sentimos nos jogos.