Crash Bandicoot 4

Depois de ter recebido versões para Playstation 5 e Xbox Series S / X, além de uma versão para Switch na última sexta-feira (12), a Activision confirmou que Crash Bandicoot 4: It’s About Time chegará no PC em 26 de março via Battle.Net por R$179,99.

Embora não haja confirmação oficial, é bem provável que a versão PC de Crash Bandicoot 4 virá com suporte a resoluções até 4K e obviamente a possibilidade de jogar a 60 quadros por segundo. Por ora não há menção de suporte a resoluções ultrawide (21:9 ou 32:9).

Por falar nisso, a versão PC de Crash Bandicoot 4 é um tanto modesta em relação aos requisitos mínimos e recomendados, como você pode ver abaixo:

Requisitos mínimos:

  • Sistema operacional: Windows 10
  • Processador: Intel Core i3-4340 / AMD FX-6300 ou equivalente
  • Placê de vídeo: Nvidia GTX 660 / AMD Radeon HD 7950 ou equivalente
  • Memória RAM: 8GB
  • Espaço em disco: 30GB

Recomendado:

  • Sistema operacional: Windows 10
  • Processador: Intel Core i5-2500k / AMD Ryzen 5 1600X ou equivalente
  • Placa de vídeo: Nvidia GTX 970 / AMD R9 390 ou equivalente
  • Memória RAM: 16GB
  • Espaço em disco: 30GB

Como é de se esperar, suporte a controles e teclado / mouse já estão confirmados mas não há informações se será possível mudar as teclas. Se eu levar em conta o remaster da Vicarious Vision é bem provável que isso esteja no pacote.

Vale lembrar é claro que aqueles que possuem a versão PlayStation 4 ou Xbox One do jogo podem pegar a atualização sem custo adicional. As melhorias incluem resoluções 4K, loadings mais rápidos, Áudio 3D e suporte aos gatilhos DualSense no PlayStation 5 e Áudio Espacial no Xbox Series X e S (necessário usar fones de ouvido).

Para mais detalhes sobre como obter o upgrade no PlayStation 5 / Xbox Series e transferir seu save games, acesse o FAQ no site oficial.

Versão PC de Crash Bandicoot 4 sai no final do mês

About The Author
- Ex-colaborador da EGW e redator para o BABOO. Tento constantemente entender sistemas e relacioná-los às emoções e reações que sentimos nos jogos.