Operation Eagle

Tá bom, tá bom. Eu sei que fiz piada o suficiente com a Usonia de “Operation Eagle”, mas agora que as suas unidades e habilidades foram apresentadas em um trailer oficial, creio que a facção dará uma tremenda chacoalhada no metagame de Iron Harvest.

A facção, que não sofreu com os desastres da Primeira Guerra Mundial do universo de Iron Harvest, chega com um poderio considerável e ainda assim diferente das facções do jogo base. Além das unidades aéreas – que até então eram o seu maior atrativo – Usonia será capaz de usar morteiros com habilidade de camuflarem, paraquedistas e mechs com uma velocidade média mais alta do que os presentes até então.

Como a King Arts vai equilibrar isto? Bem, ao que tudo indica as unidades de alto nível (tanques e zepelins) terão um custo alto enquanto paraquedistas, de uso mais pontual, terão um custo médio de recursos. A meu ver Usonia ficará – ao menos em termos de multiplayer – um meio termo entre a Polânia e Saxônia.

Para quem tem mais interesse no modo online de Iron Harvest, vale lembrar que rolou neste final de semana um campeonato da comunidade onde a desenvolvedora apresentou alguns dos novos mapas online que virão com a expansão.

Lembrando também que “Operation Eagle” é uma expansão standalone. Ou seja, quem comprá-la terá acesso apenas a campanha de Usonia (com 20 missões) e suas respectivas unidades mas poderão jogar somente nos novos mapas multiplayer. Aqueles que possuem tanto Iron Harvest quanto “Operation Eagle” terão acesso a todo conteúdo. Mais detalhes podem ser encontrados no blog oficial.

Iron Harvest: Operation Eagle estará disponível em 27 de maio via Steam, Epic Games Store e GOG.

Trailer de unidades:

Torneio da comunidade no Twitch

Veja unidades de Usonia de Iron Harest: Operation Eagle em ação

About The Author
- Ex-colaborador da EGW e redator para o BABOO. Tento constantemente entender sistemas e relacioná-los às emoções e reações que sentimos nos jogos.