Warhammer II

Para mim, o DLC “The Warden & The Paunch” para Total War: Warhammer II foi bem sucedido no que ele almejava. Para a comunidade, nem tanto. Por conta disso que a Creative Assembly passou os últimos meses refinando várias mecânicas e reconstruindo a árvore de tecnologias do Greenskins. O resultado é a atualização Da Nutz ‘n Boltz lançada na última semana.

Uma das maiores críticas feitas pelos fãs é que muitas das habilidades e tecnologias disponíveis para os Greenskins se tornaram redundantes com a mudança de mecânicas como o Waaagh. Por consequência, elas funcionavam muito bem caso jogasse com os personagens do DLC The Warden and the Pounch mas nem tanto com os personagens de Total War Warhammer I ou II.

Com isso em mente ela alterou habilidades passivas como “+5 de ataque corpo a corpo para Savage Orcs” para “+8 de ataque corpo a corpo para qualquer tipo de infantaria Orc”. Isso vai gerar maior versatilidade no campo de batalha e tornar os orcs ainda mais maleáveis em questão de movimentação pelo mapa.

Outra mudança importantíssima foi para o tempo de recrutamento de unidades de nível alto, como os Big ‘Uns, Savage Orc Big ‘Uns e Boar Boiz, que saíram de 2 turnos para 1 turno. Já o Norscan Giant e o Greenskin Giant tiveram seu tempo reduzido de 3 para 2 turnos.

Acompanhando a atualização, uma série de balanceamento foi feito para os Dark Elves, High Elves, Bretonnia, Dwarves e os próprios Greenskins. A lista completa de alterações está disponível no blog da Creative Assembly.

Assumo não ter jogado muito depois de “The Warden & The Paunch”, portanto muitas das críticas passaram despercebidas para mim — como apontei no início do texto — a campanha de ambos no modo Eye of the Vortex era boa, apesar de não ser a melhor feita pela Creative Assembly. Creio que precisarei revisitar Total War: Warhammer II o quanto antes e jogar Mortal Empires para ver as mudanças mais a fundo.

Update “Da Nutz ‘n Boltz” refaz árvore tecnológica dos Greenskins em TW: Warhammer II

About The Author
- Ex-colaborador da EGW e redator para o BABOO. Tento constantemente entender sistemas e relacioná-los às emoções e reações que sentimos nos jogos.