Empires in Ruins

Chamar Empires in Ruins de um Tower Defense é fazer um desserviço, mas um necessário se eu não quero criar mais um gênero híbrido e enlouquecer vocês. O jogo desenvolvido pela Hammer & Ravens e disponível via acesso antecipado no Steam é um pouco Tower Defense e um tanto 4X.

Com a campanha como o principal atrativo, você assume o papel do general do exército de Koth encarregado de acabar com a rebelião nas terras conhecidas como Western Marches. A história é previsível como você imagina; os motivos da rebelião são desconhecidos, o protagonista é um fanfarrão e os vilões são caricatos.

Dito isso, ao menos Empires in Ruins te desafia a tomar decisões estratégicas mais relevantes do que escolher qual a próxima torre você vai desbloquear. Cada território tem o seu valor monetário e contribui para a quantidade de tropas disponíveis em um mapa, uso de diplomacia vai ajudar a impedir investidas inimigas e os mapas no geral são muito bem produzidos.

Para quem prefere um jogo mais “puro” de tower defense, Empires in Ruins tem um modo “arcade” com 26 mapas. A versão demo dá uma boa ideia do que esperar.

A previsão é que Empires in Ruins fique em acesso antecipado por mais um ano. Os próximos meses serão focados em expandir a campanha, refinar o sistema de pesquisa, um modo “sandbox” e novas províncias. Até que, para um jogo que está em acesso antecipado, ele é bem polido.

Tower Defense “Empires in Ruins” está disponível em acesso antecipado.

About The Author
- Ex-colaborador da EGW e redator para o BABOO. Tento constantemente entender sistemas e relacioná-los às emoções e reações que sentimos nos jogos.