No anúncio inicial de Total War: Rome Remastered, a Creative Assembly e a Feral Interactive haviam mencionado melhorias e um novo sistema de “regras” para o game de estratégia. Tais regras pegou muita gente, inclusive eu, de surpresa. Que diabos de regras e como elas funcionam? Depois de mais tempo do que deviam as desenvolvedoras esclareceram e mostraram novas melhorias que estão sendo feitas no game.

Em suma, o sistema de regras é alternado entre “Classic” e “Remastered”. No sistema clássico a IA não irá utilizar as novas mecânicas ou refinamentos trazidos pelos jogos atuais da franquia – isto inclui diplomacia, batalhas, crescimento populacional e categorias de unidades.

O vídeo também apresenta as novas facções que estarão presentes na versão remastered, sendo que muitas delas podiam ser incluídas no original via mods, as possíveis opções que o novo agente mercador pode fazer e confirma o suporte ao Steam Workshop.

Manter os dois sistemas de regras é uma decisão um tanto peculiar. Total War: Rome foi um bom jogo para sua época mas a maioria da comunidade concorda que ele é repleto de “exploits”. A decisão de manter o sistema de regras clássico é útil no caso possível retrocompatibilidade com mods ou para aqueles mais nostálgicos – o que vejo como uma decisão ótima. Todavia, eu não consigo me ver jogando o remaster com a IA do original. Já sofri mais do que devia tentando alinhar elefante ou ver unidade fugindo sem ter sido atacada.

E, bem, não é que a IA tenha melhorado tanto assim desde então, portanto vou me poupar de dores de cabeças extras.

Total War: Rome Remastered será lançado em 29 de abril no PC por R$125,50 Donos do jogo original têm 50% de desconto e sai por R$62,75

Vídeo mostra melhorias de Total War: Rome Remastered

About The Author
- Ex-colaborador da EGW e redator para o BABOO. Tento constantemente entender sistemas e relacioná-los às emoções e reações que sentimos nos jogos.