Navegar pelo mar de jogos anunciados ou prestes a serem lançados não é nada fácil, mas há dias que você esbarra em uma pérola que te deixa “Uau, por que não vi isso antes?”. A pérola que falo é Terminal Conflict, o game de estratégiaambientado durante a Guerra Fria e previsto para sair em 4 de dezembro no Steam Early Access.

O game da Strategy Mill atua em diversas esferas – política, econômica, militar – para tentar recriar alguns dos eventos da era. O intuito é derrotar o outro jogador, seja ele os EUA ou a União Soviética, nessas diferentes esferas. Você pode, por exemplo, ser o primeiro a lançar um satélite, mas pode perder influência na América Central e – consequentemente – ver seu oponente posicionar tropas nas suas fronteiras. Situações como essas podem gerar crises que vão de instabilidade interna do país a possibilidade de ataques nucleares.

Como Alex Connolly do Stately Play pontuou muito bem, Terminal Conflict tem um toque de Twilight Struggle e me deixa principalmente interessado pelo escopo. Uma das maiores dificuldades de simular a Guerra Fria vem não só do escopo, mas da complexidade. Foi lutada em diferentes frentes, guerras por procuração e carregaconsigo um grande peso sócio-político. Falta pouco para descobrir se a Strategy Mill foi capaz disso ou não.

A versão de acesso antecipado já chega com suporte a partidas locais ou online, grande parte dos eventos já implementada, assim como as principais mecânicas de combate. Seu lançamento oficial deve acontecer no outono de 2019.

Terminal Conflict – estratégia e Guerra Fria em grande escala

About The Author
- Ex-colaborador da EGW e redator para o BABOO. Tento constantemente entender sistemas e relacioná-los às emoções e reações que sentimos nos jogos.