The Hunter and the Beast mostra como instigar a exploração por parte do jogador, e reforçar a noção de cautela e risco sem depender de mecânicas supérfluas.

Read more

Se não fosse pelo combate repetitivo, Sin Slayers seria um ótimo exemplo de como fazer um RPG com uma dificuldade dinâmica e um boas mecânicas de exploração

Read more

Com temáticas e estéticas admiráveis, Blasphemous carrega consigo o terrível fato de ser um metroidvania em 2019, curvando-se assim às demandas do mercado.

Read more

Control é uma nova etapa na história da Remedy, uma que melhor abraça o processo narrativo ao invés de depender do combate.

Read more

A união da Arkane e a Machine Games em Wolfenstein: Youngblood cria um shooter raso, mecânicas desconexas e a falsa promessa de que alguma hora vai melhorar

Read more

Se não fosse pelo combate inconsistente, Eagle Island certamente estaria entre os melhores exemplos exploração, plataforma e elementos roguelite.

Read more

Blazing Chrome mostra o amadurecimento da Joymasher como desenvolvedora com um jogo que claramente é inspirado por Contra, mas não se afoga em referências.

Read more

Steel Division 2 é complexo, denso e obtuso. Mas também é, ao lado de Total War: Three Kingdoms, um dos jogos de estratégia mais importantes de 2019.

Read more