Strategic Command

Ainda não consigo me imaginar tão empolgado para retonar ao modelo de estratégia em turnos de Strategic Command. Para mim ele foi em partes suplantado por Warplan ao menos no que diz respeito ao território da Segunda Guerra Mundial. Ainda bem que o próximo game da Fury Software retorna ao palco da Primeira Guerra Mundial.

A desenvolvedora canadense já tem uma certa experiência na área, com o seu primeiro título sendo Strategic Command Classic: WWI e publicado pela Battlefront. Desde então ela expandiu a engine, e as regras dos turnos – que agora darão maior ênfase ao uso de trincheiras e atrito do que a certa modularidade e agilidade que marcou a Segunda Guerra Mundial.

Fora isso o game não aparenta mudar tanto quanto imaginava. Ainda é o estilo de estratégia em turnos em grande escala que é fácil de digerir, intuitivo e rápido de aprender. Ao que tudo indica vai ser uma boa opção para aqueles que almejam adentrar o mundo dos wargames.

Quem estiver interessado em conhecer mais, recomendo dar uma lida no diário de desenvolvimento publicado pela Fury Software.

Strategic Command: World War I chega no começo de dezembro

About The Author
- Ex-colaborador da EGW e redator para o BABOO. Tento constantemente entender sistemas e relacioná-los às emoções e reações que sentimos nos jogos.