Nemesis

Sabe quando eu digo que o primeiro semestre é o “Semestre da Paradox?”. Depois de Imperator Rome 2.0, a nova expansão de Europa Universalis, a desenvolvedora sueca confirmou que Stellaris:Nemesis será lançado em 15 de abril via Steam e GOG

De longe uma das expansões mais esperadas por mim, ela permitirá que você crie as suas próprias crises de “endgame”. Assim que você escolher a opção “Become the Crisis”, Stellaris vai te dar uma lista de objetivos que precisam ser completados. Quanto mais objetivos completados, mais bônus e maior uma ameaça você se torna. O estágio final, “Existencial Crisis”, permite que você construa um novo tipo de edificação, o “Star Eater” – usado par literalmente engolir e consumir a energia de estrelas e transformá-la em matéria negra.

Claro que isto é só uma parte de Nemesis, além das mecânicas de espionagem chamados de “operações”, a desenvolvedora vai mudar a forma que você obtém informações sobre outras civilizações. Dados como pesquisa e tamanho de frota só serão descobertos quando você criar uma rede de espiões dentro daquela civilização.

É só quando você tem acesso a essas informações que você pode começar a realizar operações para deturpar o seu oponente. Estas vão de roubo de tecnologia até armar piratas, roubar relíquias e por aí vai. O sistema todo em si é bem parecido com o visto em La Résistance para Hearts of Iron IV e outros jogos da Paradox. Em conjunto com o anúncio da data, a desenvolvedora divulgou a segunda parte da “história” de Stellaris: Nemesis.

Stellaris Nemesis sai em 15 de abril no PC

About The Author
- Ex-colaborador da EGW e redator para o BABOO. Tento constantemente entender sistemas e relacioná-los às emoções e reações que sentimos nos jogos.