Stellaris

Mais uma grande atualização, mais uma chance de Stellaris se tornar um jogo competente. Será que vai dessa vez? Não sei. Vou apostar as fichas nela outra vez que nem um tonto? Com certeza.

A versão 3.0, intitulada “Dick” (em homenagem ao autor Philip K. Dick seus tontos) que acompanha a expansão Nemesis altera drasticamente a interação entre o jogador e outras civilizações. Agora, ao invés de ter todas as informações “básicas” sobre a civilização dadas de bandeja, você precisa coletar “intel” para saber mais sobre o seu possível oponente.

Isto não só é relacionado ao novo sistema de espionagem que virá com Stellaris: Nemesis, mas também abre a porta para novas opções de estabelecer contato com novas raças. O vídeo entra em exemplo de um “primeiro contato” um tanto agressivo, como abduzir um habitante e dissecá-lo para estudos.

A área econômica de cada planeta também foi reformulada para criar uma sensação mais “natural” de migração de população e expansão industrial. Agora o processo de imigração é dependente da quantidade de indústria além dos atrativos que o planeta oferece.

Por fim, o vídeo da atualização 3.0 para Stellaris aponta para melhorias na automatização de planetas por parte da IA, um lado que eu estou no “só acredito vendo”. A Paradox já falou dezenas de vezes que esta área foi melhorada e – assim como a IA de Civilization VI da Firaxis – só a vejo ficar pior.

Bom, descobrirei se as melhoras são concretas ou não em 15 de abril, data de lançamento de Stellaris: Nemesis. A lista completa de alterações da versão 3.0 — incluindo as mecânicas exclusivas para Stellaris: Nemesis, estão disponíveis no Fórum da Paradox.

Vídeo apresenta mudanças da versão 3.0 de Stellaris

About The Author
- Ex-colaborador da EGW e redator para o BABOO. Tento constantemente entender sistemas e relacioná-los às emoções e reações que sentimos nos jogos.