Steam

Depois de inúmeras controvérsias nos últimos meses, principalmente criadas pelo bombardeio de análises negativas devido a uma decisão de uma desenvolvedora, a Valve finalmente anunciou mudanças para seu sistema de análises de usuários. O sistema entra em vigor a partir de hoje (19).

O sistema agora será dividido em duas categorias: análises gerais e análises recentes. Cada página de jogo agora possui um histograma da proporção de análises positivas e negativas. Ao clicar em uma data o usuário poderá ler uma sinopse das análises publicadas no momento.

De acordo com a empresa, o bombardeio de análises negativas não necessariamente prejudica o jogo, já que “dados” apontam que muitos jogos conseguem se recuperar dessas análises negativas após um curto período de tempo.

O “timing” da solução, no entanto, não deixa de ser um pouco bizarro. Como tudo na Valve, precisou de um imenso rebuliço para que algo fosse feito. O caso mais recente sendo o de bombardeio de Firewatch após sua desenvolvedora Campo Santo requisitar um DMCA takedown em um dos vídeos game feitas pelo youtuber Pewdiepie. O motivo vem de uma transmissão no Twitch onde o mesmo utilizou uma palavra racista. O resultado foi uma base de usuários criticar via as análises do Steam a posição da empresa.

Como alguém que não acompanhou o episódio tão de perto, não sei especificar se as análises criticavam a posição de enviar um takedown em um dos vídeos ou se uma tentativa de justificar o uso da palavra ou de defender o youtuber. Independentemente, essa mudança é importante não apenas para casos como esses, mas para empresas no geral.

Primeiro que vivemos em uma era que games como um serviço (GaaS) são uma das forças dominantes na indústria. Eu mesmo vejo que uma análise minha não é suficiente para cobrir um jogo como Destiny, The Division, dentre tantos outros. E a mudança nas análises pode então refletir se um jogo que pode ter sido recebido de maneira mais negativa no lançamento, agora está melhor.

O mesmo caso se aplica a desenvolvedores independentes. Basta gastar alguns minutos na área indie do Steam para perceber que basta uma pequena alteração que é uma enxurrada de críticas. Teriam elas o correto embasamento? Vamos lembrar que a comunidade de games é extremamente tóxica para qualquer coisa.

Por fim, é triste ainda de ver o quão forte é o monopólio da Valve e a relutância da própria empresa em ser comunicativa. Para um monstro que é o Steam, os seus problemas deveriam ser resolvidos com mais eficácia.

Steam implementa mudanças nas análises de usuários

About The Author
- Ex-colaborador da EGW e redator para o BABOO. Tento constantemente entender sistemas e relacioná-los às emoções e reações que sentimos nos jogos.