DungeonTop

À primeira vista SpellSword Cards: DungeonTop da SureFire Games é mais um daqueles jogos de cartas com o mesmo sistema de vida / ataque e defesa de Hearthstone. Foi o que senti até vê-lo em ação e entender o que a desenvolvedora tenta fazer de diferente de outros CCGs por aí: limitar as ações do jogador por meio do tabuleiro.

Disponível em acesso antecipado no Steam, o tabuleiro de DungeonTop pode ser o principal atrativo dele. A quantidade de ações e unidades possíveis em uma batalha são determinados pelo tamanho da sala da dungeon; vai ter momentos onde você poderá usar um poderoso arsenal de tropas e magias, outros onde cada quadrado ocupado é uma questão de vida ou morte.

Essa necessidade de escolher bem as unidades que vão para o campo de batalha me lembra o que a Abrakam faz com Faeria ou até mesmo pitadas de Into the Breach. A meu ver é uma decisão tanto arriscada quanto necessária para maior variedade nos CCGs digitais.

Quase toda vez que eu me aventuro de jogar um CCG (fora Kards, que mencionei recentemente no site), me vejo jogando uma cópia de Hearthstone ou Magic. Mesmas ações, mesma duração de partidas, mesmo sistema de mana. Spellsword Cards: DungeonTop ao menos demonstra um desejo de fazer com que esses sistemas sejam pareados com algo mais perigoso – que requer o dobro de atenção do jogador para ele não se dar mal.

A versão de acesso antecipado conta com 2 classes e 3 dungeons. A expectativa é que ele fique de 3 a 6 meses em desenvolvimento para a inclusão de mais uma classe e uma dungeon. Esse tempo pode se estender para até um ano de acordo com o feedback da comunidade. Vou acompanhar esse projeto bem de perto.

Spellsword Cards: DungeonTop quer dar um ar mais “tático” a CCGs

About The Author
- Ex-colaborador da EGW e redator para o BABOO. Tento constantemente entender sistemas e relacioná-los às emoções e reações que sentimos nos jogos.