Ocean's Heart

Ocean’s Heart é um desses action RPGs que eu teria passado batido se não fosse pelo fato que o seu criador, Max Mraz, desenvolveu o “demake” de Bloodborne Yarntown (itch.io). E, ao que tudo indica, Ocean’s Heart (Steam) segue o estilo só que voltado para as versões “clássicas” de The Legend of Zelda.

Dito isso, não espere um jogo tão “linear” quanto digamos A Link to the Past ou similares. Mraz deixa bem claro que Ocean’s Heart segue um viés muito mais “RPG” – com a possibilidade de melhorar itens, criar poções e inclusão de sidequests mais “complexas” – do que a série da Nintendo.

Mas o que me fisgou mesmo foi a estética e como o mundo, ao menos o que o trailer de anúncio passa, é variado. Montanhas, arquipélagos, batalhas em navios e cidades para explorar.

Este é o tipo de action RPG que eu adoro saborear quando não estou na loucura de tentar cobrir todos os jogos disponíveis no mercado – algo que eu vou tentar diminuir em 2021. Sendo assim, esperem uma possível cobertura assim que eu puder provê-la.

Preço no Brasil de Ocean’s Heart ainda não foi divulgado.

RPG Ocean’s Heart chega dia 21 no Steam

About The Author
- Ex-colaborador da EGW e redator para o BABOO. Tento constantemente entender sistemas e relacioná-los às emoções e reações que sentimos nos jogos.