Olha, você precisa de muito para me convencer a escrever sobre uma visual novel, mas depois de várias pessoas me recomendarem Root Double -Before Crime * After Days- Xtend Edition, lançada para o Nintendo Switch ano passado, eu decidi dar uma chance e até então não me arrependi. Para aqueles que gostam de colecionar versões físicas, ela foi disponibilizada nesta sexta-feira (29) pela ININ. Nós do Brasil podemos comprá-la pela Strictly Limited.

Ambientado no ano de 2030, Root Double apresenta um cenário distópico onde habitantes da cidade só podem interagir com o mundo externo via ordens do governo. A razão para isto só começa a ser revelada quando uma das plantas nucleares é atingida por um acidente. A partir deste ponto a trama é contada pelo ponto de vista de dois protagonistas: um dos cientistas da planta nuclear e uma estudante que por um acaso estava em visitação no local (Porque são sempre estudantes?).

Apesar do clichê, Root Double tem alguns sistemas interessantes como o “Sympathy System”. Você pode, por exemplo, priorizar alguns personagens que você encontra durante a história e isso irá alterar o resultado final. O que quer dizer também que nem todos terão um final feliz. Tal sistema me lembra bastante o de Gnosia, que teve sua versão em inglês prevista para o primeiro trimestre de 2021.

Isso sem contar que o jogo te prende de um jeito que eu nem imaginava que uma visual novel desse estilo seria capaz. Boas reviravoltas, um ritmo que te deixa com a pulga atrás da orelha sobre o que de fato aconteceu com a cidade e decisões drásticas sobre quem vive e quem morre.

O revés? Quem decidir comprar a versão física de Root Double terá de sacrificar €49.99 + custo de importação. Também há a opção de falecer ainda mais com a versão de colecionador por €79.99. Pessoalmente? A não ser que você goste muito de cartuchos, eu iria com a versão digital.

Root Double ganha versão física para Switch nesta sexta-feira

About The Author
- Ex-colaborador da EGW e redator para o BABOO. Tento constantemente entender sistemas e relacioná-los às emoções e reações que sentimos nos jogos.