Make it Count

Durante a PDXCon Remixed, a Romero Games anunciou a primeira expansão paga para Empire of Sin, “Make it Count”. Ela trará um novo líder, novos tipos de capangas e novas missões. Ainda sem data definida, ela será acompanhada da recém-anunciada expansão “The Precinct”, que tem com o intuito de reduzir o microgerenciamento, mas tornar a conquista territorial mais desafiadora.

O novo líder, Meyer Lansky, entra justamente na ideia da atualização “The Precinct”. Sua principal habilidade fora do combate são bônus monetários no que diz respeito a gerenciar o seu território. Haverá novas opções de diálogo para reduzir a animosidade entre líderes de gangues e possivelmente até “comprá-los”, que é uma das opções da atualização “The Precinct”.

Já os novos capangas, chamados “The Fixers”, seguem o mesmo estilo de Lansky com habilidade de abrir “Rackets” com a capacidade de não só serem agiotas, mas também extorquir dinheiro de outras facções e personagens. Já no lado do combate eles possuem mais eficácia com armas de longo alcance e controle de área – o que a meu ver vai ajudar muito para que batalhas não se tornem um “turno após turno” até você chegar perto suficiente do seu oponente.

Outra menção feita durante a apresentação é a inclusão de um novo edifício, o depósito. O edifício serve como uma ferramenta para simplificar o aspecto econômico de Empire of Sin. Em suma, quem controla o depósito controla toda a vizinhança, já que é nele que todo o dinheiro da sua facção e produtos para os seus negócios se acumulam – tornando-se assim um ponto de interesse para todas as facções.

Novo sistema de vizinhanças apresentado em post recente no blog de Empire of Sin.

Entretanto, conquistar um depósito de uma vez só, ao menos nas palavras da Romero Games, não será uma tarefa fácil. Os jogadores poderão optar por atacar o depósito apenas para roubar dinheiro ou produtos tal como os “Rackets” que já estão presentes no jogo. Linhas de suprimento que vão do seu depósito até o seus “Rackets” estarão presentes, mas mais detalhes não foram divulgados.

Também haverá mudanças na interface de melhorias para cada um dos seus “Rackets” – mais uma vez com o intuito de centralizar tudo no depósito e diminuir a necessidade de micro gerenciar cada parte da sua cidade.

Novas condições de vitórias adicionais foram mencionadas, sendo uma delas a já mencionada possibilidade de “comprar os outros oponentes”, e uma vitória diplomática – eliminar todos os seus oponentes continua a ser uma opção viável. A polícia também irá receber melhorias na IA, mas sem muitos detalhes divulgados.

Embora não haja uma data concreta, a chegada de “Make it Count” e da atualização “The Precinct”, facilitando a administração do seu império e até mesmo refazendo a interface econômica, podem ser – como disse em uma nota anterior – o ponto de virada de Empire of Sin. A base do jogo é bastante sólida desde o começo mas faltou polimento.

Romero Games anuncia “Make it Count” para Empire of Sin

About The Author
- Ex-colaborador da EGW e redator para o BABOO. Tento constantemente entender sistemas e relacioná-los às emoções e reações que sentimos nos jogos.