Depois de exatamente um ano em acesso antecipado, a desenvolvedora SouthPAW Games e a NEOWIZ anunciaram o lançamento de “Skul: The Hero Slayer”, um dos roguelikes mais interessantes que eu vi nos últimos tempos, no Steam.

Já sei, você já vem com “Ok Lucas o que tem de tão especial nesse tal Skul?” Bom, ao invés de obter habilidades por um sistema de persistência, você por ser um esqueleto, pode ganhar novas habilidades ao trocar de crânio.

Foi a mecânica peculiar e a sua trama – onde você joga como um dos “vilões” da história” – que botaram “Skul: The Hero Slayer” no meu mapa de roguelikes que preciso dar uma olhada mais aprofundada.

De acordo com a SouthPAW, Skul tem mais de 50 crânios, ou seja, 50 tipos de “classes” com habilidades distintas. Você pode carregar dois crânios e trocá-los quando bem entender (não me pergunte onde alguém armazena um crânio no meio da batalha). Isso dá, ao menos ao meu ver, um dinamismo bem grande ao combate e diferentes tipos de builds que podem ser criadas.

Argumento que é reforçado pelo trailer de lançamento, visto abaixo, e que dá uma ótima noção do quão frenético é o combate do game. Isso sem mencionar a estética – da animação dos inimigos até os cenários – que está maravilhosa. Mal posso esperar para por as minhas mãos nele.

Skul: The Hero Slayer está saindo por R$37,99 e uma versão para PlayStation 4, Xbox One e Switch deve dar as caras no primeiro semestre deste ano.

Roguelike “Skul: The Hero Slayer” é lançado para PC

About The Author
- Ex-colaborador da EGW e redator para o BABOO. Tento constantemente entender sistemas e relacioná-los às emoções e reações que sentimos nos jogos.