Rimworld

Tem dias que eu não penso que sou alguém paciente, outros que eu tenho certeza absoluta. Nesta segunda-feira (8) tal certeza vem do fato que apesar de ter comprado Rimworld antes mesmo de estar no Steam, prometi a mim mesmo não jogar mais do que três horas até o lançamento. Esse “jejum” vai embora em breve, pois a Ludeon Studios confirmou que o “gerenciador de colônia” será lançado em 17 de outubro.

Para quem não conhece, Rimworld te coloca no controle de uma colônia em um planeta “alienígena”. Você pode ser um grupo de exploradores que fez uma aterrisagem forçada, uma tripo que já habitava o planeta, um grupo de mercenários — enfim, há muitas formas de começar uma partida. O que o torna tão especial são as grandes influências trazidas de Dwarf Fortres para um jogo mais facilmente compressível. Cada personagem tem seus prós e contras, “defeitos”, manias, vontades e etc. Alguns podem entrar em choque ao ver um animal morto, outros podem ser adeptos de canibalismo. É no encontro dessas diferentes personalidades aliadas a situações de risco ou eventos aleatórios que Rimworld brilha.

Desde 2017, por exemplo, você pode criar uma caravana e explorar novos locais do planeta, trocar mercadorias com outras tribos, assim como novos eventos de crise (tipos de invasão, etc). Isso sem contar na imensidade de mods que estão disponíveis no Steam Workshop, que podem tornar a sua partida ainda mais caótica ou pacífica – ao ponto de Rimworld ser quase um “colony builder” nos moldes de Tropico, Sim City, Surviving Mars e afins. Mesmo com pouco tempo de jogo, recomendo-o fortemente.

O trailer do beta 19, assim como o trailer oficial, dão uma boa base para entender quais são os diferenciais de Rimworld:

Rimworld será lançado na metade de outubro

About The Author
- Ex-colaborador da EGW e redator para o BABOO. Tento constantemente entender sistemas e relacioná-los às emoções e reações que sentimos nos jogos.