2014 tem sido um ano de estranhos acontecimentos no cenário de estratégia. Primeiro temos o lançamento de Age of Wonders III junto com a sua expansão Golden Realms, que adiciona Nagas. Agora Warlock II: The Exiled também recebem Nagas com a expansão Wrath of The Nagas. No caso de Warlock II: Wrath of The Nagas, porém, as Nagas são a atração principal.

A expansão é bem pequena, ou seja, adiciona apenas alguns elementos mas que fazem toda a diferença. O que mais gostei das Nagas é a habilidade de modificar o terreno no entorno das cidades.

Por serem uma facção de água, suas unidades ganham bônus tremendos de movimentação na água e um maior dano. Em conjunto, as unidades colonizadoras modificam o terreno no entorno da recém criada cidade.

Por exemplo, se você movimentar o colonizador para uma área com floresta, ao criar a cidade ela estará rodeada por agua. Isso gera um aspecto estratégico importantíssimo, já que é viável limitar a movimentação da IA e reduzir seu poder enquanto fortalece o seu.

Warlock II: Wrath of The Nagas

Warlock II: Wrath of The Nagas

Enquanto isso é um ponto muito positivo em Wrath of Nagas, ele demonstra uma grande falha em Warlock II, a IA não sabe realizar confrontos na água de maneira eficiente. Acaba que a partida fica muito mais fácil desse jeito.

Claro que, em alguns momentos você precisará sim sair da água para explorar mais do terreno, mas sentimos uma vantagem um tanto desleal ao jogar com as Nagas.

Ainda assim, Warlock se solidifica como um dos 4X lançados esse ano que mais gostei, como havia apontado em minha review do jogo principal, o destaque é que ele não enrola para progredir. Outros games fazem você esperar muitos turnos até ter um pouco de ação. Já Warlock II não.

Warlock II: Wrath of The Nagas

Warlock II: Wrath of The Nagas

No mapa de skirmish no qual busquei conhecer mais sobre como funciona a facção, minha primeira cidade já estava rodeada de monstros. Outra novidade para quem não joga há um tempo é a possibilidade de alterar a taxa de spawn dos monstros, que havia sido adicionada em uma patch algum tempo atrás.

Além da facção, Wrath of Nagas adiciona a campanha A Clear Treath. Eu gosto do sistema de quests do Warlock II e dessa vez não foi diferente. Não chego a considerar uma ótima campanha, mas ela diverte e tem uma batalha contra um boss final que me deu um trabalhão.

Não sei se foi trabalho apenas da expansão, mas Warlock II recebeu algumas melhorias em aspectos técnicos. A mais clara é o tempo de carregamento entre os turnos, onde na versão inicial demoravam uma eternidade as vezes.

Warlock II: Wrath of The Nagas

Novos líderes estão presentes em Warlock II: Wrath of Nagas

Só tenho um pequeno, ou grande dependendo do ponto de vista, problema com Wrath of The Nagas, o seu preço de R$ 27,99 no Steam. O conteúdo da expansão é boa? Sim. Mas vai depender muito do quanto gostou de Warlock II para justificar comprar Warlock II: Wrath of The Nagas. Não é uma que considero “essencial” para aproveitar o resto do game.

Eu gosto de Warlock II: Wrath of The Nagas porque me fez voltar a jogar Warlock II e bem provavelmente garantirá mais umas cinco, dez ou quinze horas de diversão. Quando cansar, ainda tenho os vários mods disponíveis no Steam Workshop. Se você busca um motivo para voltar a jogar o game, recomendo para você também.

A análise foi feita com base em uma cópia enviada pela Paradox

Análise – Warlock II: Wrath of The Nagas

About The Author
- Ex-colaborador da EGW e redator para o BABOO. Tento constantemente entender sistemas e relacioná-los às emoções e reações que sentimos nos jogos.