Análise – Out of The Park Baseball 14

[tabs_head][tab_title]Ficha Técnica[/tab_title][/tabs_head]

Por padrão, nós brasileiros somos amantes de futebol (menos eu). Um gênero praticamente desconhecido como o Baseball faria sucesso? Fomos descobrir isso em nossa review de Out of The Park Baseball 14.

Em OOTP14, como é normalmente conhecido, você entra na pele de um gerente de uma equipe de Baseball em qualquer lugar do mundo. No nosso caso, decidimos pelo Los Angeles Dodgers, equipe da divisão oeste da MLB.

Já jogastes Football Manager 13 ou algum jogo de gerenciamento esportivo? Então você estará semi acostumado com o que deverá fazer em OOTP14. Caso não tenha, sente e prepare-se para aprender muito.

Cabe a você decidir táticas durante a partida, gerenciar a sua equipe, contratar jogadores, preço dos ingressos, e outras coisas menores. Basicamente você olhará por horas e mais horas diversas planilhas e resultará em suas decisões.

Out of The Park Baseball 14

Vindo de alguém com uma experiência mediana em FM13, Out of The Park Baseball 14 tem uma interface confusa demais para o seu próprio bem. Pelo o que vi, ela supostamente foi melhorada consideravelmente em relação as versões anteriores. Caso seja isso, ainda tem um longo caminho pela frente.

Entenda, não me importo com as planilhas, o que me incomoda é o vai e vem de ver telas diferentes porque a interface não é intuitiva. Vamos pegar FM13 como exemplo, eu consigo facilmente saber onde eu estou em um local e como voltar para digamos, a tela do meu plantel, no OOTP14 não, não há um claro indicador de como voltar lá. Falo de um simples botão voltar! Sendo assim, descobrimos que serve para isso, mas não é uma solução ideal.

Out of The Park Baseball 14

Por sorte, o próprio game tem um manual online em versão texto e vídeo para os iniciantes. É a melhor resposta? Não, mas por hora vai.

Digamos que você não manja nada de Baseball, o que é esperado, não conhece nada dos jogadores ou dos times. Facil, crie uma liga só sua. Você pode criar a equipe Unidos da Zoeira, Os ousados, enfim, o que desejar. O melhor de tudo é que ela é completa, a simulação ocorre da mesma forma de uma liga tradicional, jogadores se machucam, escândalos acontecem e tudo mais.

Ah sim, o melhor de tudo é que essas ligas fictícias podem conter a estrutura que desejar, região, se existirão ligas menores, etc. É basicamente uma história de “crie o seu próprio jogo”. Isso tudo é feito de dois modos, em um editor avançado ou por meio de uma criação rápida. Engraçado que é super fácil de entender quais botões apertar nesse caso, ao contrário do jogo principal, vai entender.

Aliás, personalização é um ponto alto de Out of The Park Baseball 14. Do próprio menu principal, você tem acesso a aba de mods, onde obtém skins diferentes, equipes e ligas atualizadas e até campeonatos históricos. São dois cliques e você tem ainda mais conteúdo disponível.

Out of The Park Baseball 14

Esteticamente, Out of The Park Baseball 14 não tem muito o que oferecer, os personagens são simples, os efeitos sonoros durante as partidas passáveis e como falamos acima uma interface pouco intuitiva. Por ser de uma desenvolvedora pequena, damos uma ignorada nesse aspecto, afinal um jogo com tamanha complexidade tem de ter as suas falhas.

A pergunta que fica é, OOTP14 é para você? Bem, se você gosta de jogos de gerenciamento com muito, mas muito conteúdo e complexidade? Claro, com certeza. Se você é um fã de Baseball, não sei o que você está esperando para comprá-lo! Agora, se cai na categoria de não manja nada e não tem saco de aprender, olha fera, ou você se dedica muito ou vai gastar dinheiro a toa.

A análise foi feita com base em uma cópia enviada pela Out of The Park Developments

Análise – Out of The Park Baseball 14

About The Author
- Estudante de engenharia que tem como principal hobby os jogos de estratégia competitivos e os títulos que são fáceis de entender mas difíceis de dominar. Jogo desde que um computador entrou pela porta da de casa e, apesar de já ter passado pela fase dos consoles da Sony, está claro que o PC é minha preferência insubstituível.