Análise – Crusader Kings II: Rajas of India

Após expandirem a linha do tempo com The Old Gods, a Paradox retorna e expande ainda mais Crusader Kings II com Rajas of India. Mas, teria essa sido uma boa decisão?

Rajas of India adiciona obviamente a índia, três novas religiões, novos eventos e características para os líderes indianos e da região.

Quando se começa uma nova partida em Rajas of India, tudo é assustador, você meio que não sabe por onde começar. Tudo é muito novo, até mesmo os veteranos irão se sentir um pouco perdidos.

Ao mesmo tempo que tudo é novo, é familiar. Uma sensação de que você já viu aquilo tudo. Claro que nem todas as mecânicas puderam ser atualizadas ou modificadas para se adaptar a região, mas mesmo assim foi um ótimo trabalho da Paradox.

Rajas of India

Rajas of India não foi feito para novatos, ou ao menos aquieles que não gostam de começar com muito desafio.  Toda a região é muito instável. Nas dez partidas que tivemos, parecíamos que jogávamos um simulador de rebeliões e conflitos internos a cada dia que se passava.

Isso sem contar com todo o ocidente, que é um perigo ainda maior. Se você der sorte e se expandir pelo oriente médio, se prepare para aguentar cruzadas para a terra santa, estar sempre em guerra e ter dor de cabeça com os reinos a seu redor.

Para quem estava cansado do foco no ocidente, os mesmos reinos e não estava muito interessado em voltar a jogar Crusader Kings II, devo apontar que Rajas of India ajudou e muito a ter um bom motivo para voltar a jogar.

Rajas of India

Ainda sim, você terá de dedicar uma boa parte do seu tempo reaprendendo algumas mecânicas, conhecendo seus oponentes, seus aliados e por aí vai. É quase como um pequeno reaprendizado de Crusader Kings II. Funciona muito bem, mas apenas para quem tem tempo.

A base de Crusader Kings II continua sólida, porém. Você pode se preparar para muito drama, conspirações entre seus familiares, declarações de guerra do nada, tentar roubar território de seus vassalos e construir seu império.

Como já é de costume da Paradox, Rajas of India não poderia deixar de vir sem uma grande quantidade de conteúdo gratuita por meio de uma atualização.

Rajas of India

Assim como aconteceu com Sons of Abraham, diversas funcionalidades requisitadas pela comunidade, principalmente em relação a busca e visualização de informações.

Esteticamente Rajas of India mudou alguns pequenos detalhes, como a adição de uma interface que condiz com o tema dessa expansão, mas nada muito significativo. Alternativamente você pode comprar mais funcionalidades como novas unidades cosméticas, músicas e outras coisas que a Paradox sempre lança.

Rajas of India continua a tradição de Bons DLCs da Paradox. Apesar de esse ser o mais complicado de se aproveitar, digamos assim. Se você quer mais líderes, regiões para conquistar, etc. Vá em frente e o compre. Independentemente, você ainda terá muita diversão com tudo que a última atualização colocou em Crusader Kings II.

A análise foi feita com base em uma cópia enviada pela Paradox

Análise – Crusader Kings II: Rajas of India

About The Author
- Ex-colaborador da EGW e redator para o BABOO. Tento constantemente entender sistemas e relacioná-los às emoções e reações que sentimos nos jogos.