Project Hospital

Não precisa conhecer a fundo o Hu3Br para notar que eu tenho um imenso apreço por gerenciadores e jogos de estratégia. Por isso, não é surpresa alguma saber que eu estou de olho em Project Hospital, lançado nesta terça-feira (30) via Steam, há um bom tempo. Tudo que eu vi (e joguei) até então, o revela ser o que eu imaginava de um possível sucessor espiritual dos jogos de “administrar hospitais” dos anos 90.

Menos Theme Hospital e mais uma fusão de Prison Architect com Rollercoaster Tycoon, o estúdio polonês da Oxymoron Games redobra os esforços em criar um ambiente “realista” onde é preciso contratar clínicos-gerais, especialistas em certos procedimentos médicos e tratar de doenças com a ciência de que você pode estar errado. Um paciente pode chegar com uma dor na região do estômago, e um simples diagnóstico não vai ser o suficiente para identificar qual é exatamente o tipo de doença que possui. A chave é encontrar o equilíbrio entre manter o hospital em funcionamento, tratar pacientes de forma eficaz e com a mínima margem de erro possível.

O grosso de Project Hospital acontece no modo sandbox e as suas missões geradas proceduralmente. Ganhe licenças para trabalhar com certos planos de saúde, lide com epidemias, equipamentos que podem quebrar ou falta de material cirúrgico. Não são tarefas fáceis, meu hospital – que ainda está engatinhando – já sofre. Não quero nem ver quando colocar um segundo andar e contratar mais profissionais. Recomendo para quem ficou frustrado com Two Point Hospital.

Project Hospital – um olhar mais sério em como administrar um hospital

About The Author
- Ex-colaborador da EGW e redator para o BABOO. Tento constantemente entender sistemas e relacioná-los às emoções e reações que sentimos nos jogos.