Embora detalhes sobre o próximo jogo da Black Lab Games vem a conta gota, a desenvolvedora confirmou em nota que o exército dos Blood Angels em Warhammer 40K: Battlesector também será composto pelos Primaris Space Marines.

As unidades, uma variante dos Adeptus Astartes são mais resilientes e no papel são mais poderosos do que o Astartes original. Eles surgiram no universo de Warhammer 40K durante o Indomitus Crusade no começo do 42º Millenium.

O que isto quer dizer para Warhammer 40K: Battlesector? Que as variantes terão um papel significativo durante as batalhas contra os Tyranid. Já estão confirmados os Interceptors, Aggressors, Furioso Dreadnought, Techmarine e Librarian.

Os Interceptors são os seus “soldados da linha de frente”. São capazes e usar jump packs e causam maior dano contra armaduras. Já os Aggressors servem mais como uma medida de “defesa” – cada grupo é composto de três unidades mas munido com metralhadoras ou lança-chamas mais potentes do que o seu “soldado tradicional” (se é que podemos chamar algum dos Spaces Marines de tradicional).

O Dreadnought não precisa de apresentações. A gigantesca máquina de guerra pode usar até três granadas em um turno e seus punhos para dano em área. Além disso ele é capaz de usar Storm Bolter, Heavy Flamer ou uma Meltgin.

Já os Primaris Techmarines e os Primaris Libarians são voltados para controlar curar as suas unidades e controlar o campo de batalha, respectivamente. Techmarines podem aumentar o dano e a precisão das unidades enquanto os Librarians podem aterrorizar unidades Tyranid e invocar um ataque que causa dano em uma linha.

A presença dos Primaris Space Marines pode não ser nenhuma novidade para fãs de Warhammer 40K, mas fico interessado na implementação da Black Lab Games em usar “esquadrões” ao invés de unidades separadas em Battlesector. Como o vídeo abaixo demonstra, cada unidade tem seus pontos de vida e atributos específicos. Creio que isso não só vá tornar as partidas mais dinâmicas como resultará em um jogo menos “arrastado” do que Sanctus Reach.

Ainda dou preferência para o estilo WEGO de Battlestar Galactica Deadlock, mas levando em conta que turnos simultâneos não agradam muitos, ao menos fico contente em ver que Warhammer 40K: Battlesector está em boas mãos.

O jogo sai em maio no PC e posteriormente nos consoles.

Primaris Space Marines estarão em Warhammer 40K: Battlesector

About The Author
- Ex-colaborador da EGW e redator para o BABOO. Tento constantemente entender sistemas e relacioná-los às emoções e reações que sentimos nos jogos.