Surviving the Aftermath

A “Guerra fria” entre Endzone e Surviving the Aftermath continua a aquecer atualização após atualização. Enquanto o jogo da Gentlymad Studios recebeu cenários, agora é a vez da IceFlake incluir um novo – e pelo visto robusto – sistema de poluição em Surviving the Aftermath.

Disponível a partir desta quinta-feira (18) para quem tem a versão de acesso antecipado na Epic Games Store, a atualização 8 modifica o antigo sistema de poluição para um que possui diferentes níveis tóxicos e agora está ligado a catástrofes. Ou seja, as áreas onde catástrofes acontecem agora irão ficar contaminadas – incluindo possíveis depósitos de materiais.

Isto se interliga com as mecânicas de integridade estrutural dos edifícios; seja por meio de uma catástrofe ou por ter sido construído em cima de áreas contaminadas, construções agora começam a se tornar lentamente contaminadas. O efeito é uma redução na produção ou até uma interrupção completa nas funções do edifício até que uma equipe de limpeza seja acionada.

Por fim, a atualização reestrutura como ocorre a produção e consumo de água e comida. Água agora precisará ser usada para manter o funcionamento de certas edificações, enquanto alimentos podem ter um limite de produção definido. Assim que tal limite for atingido, o jogo automaticamente libera os trabalhadores para fazer outras tarefas.

Os pormenores da atualização também incluem novos edifícios e mais refinamentos para o sistema de combate, como apontado na lista de mudanças disponível no site oficial.

De todas as mudanças, a integridade estrutural de edifícios é a que mais me atrai. Surviving the Aftermath ainda sofre de um problema de ser “fácil demais” assim que você estabelece a área logística da sua colônia, sendo a única ameaça os possíveis ataques de bandidos. Quanto mais a Iceflake aumentar a dificuldade da administração de recursos, mais interessante vai ficar para mim.

Lembrando que Surviving the Aftermath chega em outubro no Steam Early Access.

Poluição é uma das novas adições para Surviving the Aftermath

About The Author
- Ex-colaborador da EGW e redator para o BABOO. Tento constantemente entender sistemas e relacioná-los às emoções e reações que sentimos nos jogos.