Phoenix Point

Ah Phoenix Point, por que você não foi adiado por uns dois ou três anos? A cada DLC você foi melhorando e pode ser que o quarto – Corrupted Horizons – em 1º de outubro, faça justiça. Se não fizer, ao menos dá para ver o esforço da Snapshot Games em refinar o jogo de estratégia.

Embora carente de variedade quando era exclusivo da Epic Games Store, Phoenix Poinx – tão dado como “sucessor espiritual de X-COM” – agora possui combate aéreo e uma quantidade enorme de missões. O quarto DLC vai avançar essa área com a inclusão de uma nova unidade e um novo tipo de efeito colateral que dá o nome para o pacote: corrupção.

Além to stress tradicional, que já era uma mecânica presente no game, seus soldados agora podem ser afetados por uma corrupção dos alienígenas. Isso não só aumenta as chances de erro como pode deixá-los incapacitados pelo restante do combate.

Para “contrabalancear” isso a Snapshot Games introduzirá o Mutoid, um híbrido que é imune a corrupção mas que tem um valor alto para ser produzido. Entretanto, suas habilidades podem ser aprendidas por qualquer classe presente em Phoenix Point.

Eu estou bem interessado em todo o conceito, pois soa um complexo quebra-cabeça de equilíbrio e um componente que Phoenix Point precisava desde o início. Infelizmente eu não tenho acompanhado os últimos desenvolvimentos do game para ter uma opinião mais concreta, mas quero muito entrar de cabeça quando esse DLC sair.

A data também marca o lançamento da versão console de Phoenix Point que inclui Corrupted Horizons e todos os outros DLCs lançados. Ele rodará a 1080p / 30fps no PlayStation 4 e Xbox One, e em 4K / 60fps no PlayStation 5 e Xbox Series X. Quero ver como a Snapshot Games refez a interface, pois mesmo no PC ela já era dolorosa de lidar. Espero que tenha mudado para o melhor.

Quem prefere jogar no PC pode comprar a “Year One Edition” por R$75,49. Corrupted Horizons custará US$4,99. Preço no Brasil ainda não foi divulgado.

Veja imagens do Mutoid abaixo:

Phoenix Point: Corrupted Horizons sai em outubro, veja novas imagens

About The Author
- Ex-colaborador da EGW e redator para o BABOO. Tento constantemente entender sistemas e relacioná-los às emoções e reações que sentimos nos jogos.