New Genesis

Olha, devo dizer que estou bem impressionado com o trabalho da SEGA, ao menos no que diz respeito do lançamento de Phantasy Star Online 2: New Genesis. A “nova versão” do MMORPG disponibilizada nesta quarta-feira (9) não só pode ser jogada nas principais plataformas (Steam, Epic Games Store, Windows 10, Xbox), como também teve pouquíssimos problemas de conexão.

Para quem não acompanhou os últimos desenvolvimentos, New Genesis se passa 1000 anos depois dos acontecimentos do jogo base, toma um aspecto mais “mundo aberto” — além de conter melhorias visuais, uma nova história, mais facilidade de criar combos e mais variedades de quests do que Phantasy Star Online 2. Todavia, ele usa o mesmo cliente e permite que você altere entre as duas versões.

Quem já possui Phantasy Star Online 2 instalado precisará fazer o download de uma atualização de cerca de 45GB. Após isso o seu cliente permitirá criar um novo personagem em Phantasy Star Online 2: New Genesis.

Agora se você não tem o jogo instalado, pode se preparar para um download de pouco mais de 100GB. Por outro lado, você pode jogar com quem está na Epic Games Store, Windows 10, Steam ou Xbox. Vale apontar que todas as versões foram atualizadas hoje e continuarão com paridade de conteúdo em relação a versão japonesa daqui para frente.

Eu ainda não joguei muito de Phantasy Star Online 2: New Genesis, portanto não posso comentar muito em relação a progressão ou o quão “ganancioso” ele é nas micro transações. Mas só de não ter de passar a dor de cabeça de uma semana sem conseguir jogar PSO2 como foi no lançamento inicial aqui no ocidente (e nem vou citar os anos de espera), é um avanço para a SEGA. Só torço para que ele evolua e consiga prover uma história e estética mais próxima do clássico do Dreamcast e trazer um pouco daquela gostosa nostalgia do final dos anos 90. Não custa nada sonhar não é?

Phantasy Star Online 2 New Genesis chega para PC e Xbox

About The Author
- Ex-colaborador da EGW e redator para o BABOO. Tento constantemente entender sistemas e relacioná-los às emoções e reações que sentimos nos jogos.