Field of Glory: Empires

Depois de passar o segundo semestre ajustando e melhorando a até então terrível de diplomacia, a Slitherine anunciou nesta terça-feira (17) que o primeiro DLC de Field of Glory: Empires se focará na Pérsia e vai voltar 300 anos para a época que o império não era nada mais do que uma cidade entre muitas na Península Itálica.

Field Of Glory: Empires – Persia 550- 330 BCE usa o mesmo mapa do jogo base mas com novas ferramentas e atributos para as nações da região. Você poderá jogar como Atenas ou Esparta nos seus dias de glória, além de obviamente lutar contra a tentativa de conquista da região por parte da Pérsia.

No quesito jogabilidade, a Slitherine vai ampliar as decisões que poderão ser tomadas pelo jogador com sistemas como jogos olímpicos, formar colônias e novos modificadores de batalha. Dentre esses modificadores estão florestas, pântanos ou áreas onde o custo de mantimento das tropas é elevado.

O intuito da desenvolvedora é dar uma boa revigorada no estilo de jogo de cada nação – uma crítica que foi comum no lançamento de Field of Glory: Empires – assim como expandir o sistema de combate sem que o jogador tenha que depender demais de Field of Glory II.

Tudo dito até então sobre a expansão me soa ótimo. Gosto de boa parte de Field of Glory: Empires, mas sempre o vi dependente demais de Field of Glory II para de fato brilhar. Os novos modificadores de batalha e decisão para nações vão ajudar – e muito – a fazer com que isso se torne coisa do passado. Ou assim espero.

O DLC ainda não tem data para sair, mas tudo indica que deve dar as caras ainda no primeiro semestre.

Pérsia é tema do primeiro DLC de Field of Glory: Empires

About The Author
- Ex-colaborador da EGW e redator para o BABOO. Tento constantemente entender sistemas e relacioná-los às emoções e reações que sentimos nos jogos.