Deadlock

Gostei muito do que vi em Battlestar Galactica: Deadlock, e em um raro caso de “quanto mais, melhor”, a Slitherine e a Black Lab Games anunciaram nessa semana a sua primeira grande expansão – Broken Alliance. Ela trará oito missões e sete novos tipos de espaçonaves.

A campanha agora se volta para as políticas coloniais, a questão das doze colônias e como elas lutaram entre si mesmo durante a ameaça dos Cylon. Espere intriga política e traições.

As espaçonaves em si são divididas em quatro novas da classe Battlestar – focadas primariamente no uso de artilharia e caças (Argos e Minerva) – duas naves de suprimento para fortalecimento do casco (Hydra e Celestra) – e dois novos tipos de caças que podem ser usados tanto de forma agressiva, o que é o caso dos Assault Raptors, como defesa, que são os Scorpion Sentry.

Junto com a expansão, Battlestar Galactica: Deadlock receberá uma série de refinamentos na interface – um trabalho que tem sido feito no pós-lançamento – e melhor controle das naves. Detalhes sobre quais serão essas melhorias serão divulgados junto com a data do lançamento.

Mais imagens da expansão abaixo:

Nova campanha para Battlestar Galactica: Deadlock é anunciada

About The Author
- Ex-colaborador da EGW e redator para o BABOO. Tento constantemente entender sistemas e relacioná-los às emoções e reações que sentimos nos jogos.