Necromunda

Por favor Focus Home Interactive, a única coisa que eu peço a vocês é que publiquem um vídeo decente de Necromunda: Underhive Wars. Estamos há menos de uma semana até o lançamento e até agora o que eu tenho para trabalhar são pequenos pedaços de vídeos que, fora de contexto, não aglutinam a nada de como o jogo vai se desenrolar. A desenvolvedora francesa pelo visto não quer me ouvir e continuou a divulgar vídeos medianos – dessa vez focado nas classes Escher e Goliath.

Os Escher são o que posso considerar de uma classe / clã focada no de combate corpo-a-corpo. Suas habilidades permitem que você se mova em menos tempo durante os turnos e usam envenenamento para reduzir os pontos de vida dos oponentes. É o tipo de classe que considero de alto risco mas com alta recompensa. Como em Mordheim, você poderá melhorar as suas habilidades e equipamentos ao longo da campanha.

Já os Goliath ficam praticamente no lado oposto do espectro. Capazes de usar tanto armas corpo-a-corpo como metralhadoras, a sua função primária é de ser um “tank”. Uma das suas habilidades especiais é, por exemplo, impedir que os inimigos “fujam” de uma luta e quanto mais acertos você causar nos seus oponentes em um turno, maior vai ser o dano causado.

É difícil ter uma ideia de como vai ser a jogabilidade geral de Necromunda: Underhive Wars com tão pouca informação. Na minha mente ainda soa como um re-skin mais refinado de Mordheim, com novas opções de mobilidade e maior personalização de classe. Isto em si não é um grande problema — mas se os turnos forem um pouco mais ágeis e as animações menos entediantes, ou com uma opção para acelerá-las — já vai ser uma grande ajuda.

Necromunda: Underhive Wars está previsto para 8 de setembro no PC, PlayStation 4 e Xbox One.

Vídeos mostram clãs Goliath e Escher de Necromunda: Underhive Wars

About The Author
- Ex-colaborador da EGW e redator para o BABOO. Tento constantemente entender sistemas e relacioná-los às emoções e reações que sentimos nos jogos.