Little Big Workshop é mais complexo do que aparenta

Quando a Mirage Game Studios, desenvolvedora de Little Big Workshop (Steam) comentou que ele seria um jogo simples, eu imaginei “bem, deve ser um daqueles jogos de logística onde você tem que prestar atenção na sua linha de produção e ter funcionários suficientes na fábrica” e não “Ele ao menos é mais simples que o simulador financeiro Capitalism 2 / Capitalism Labs ”.

Assim que o tutorial acabou eu me senti totalmente perdido. Preços flutuantes? Peças que requerem diferentes materiais e planejamento? Não foi esse o jogo que eu esperava, mas o jogo que eu precisava na minha vida.

Os visuais carismáticos são um ótimo disfarce para o que pode ser um meio-termo entre algo complexo como Factorio mas não tão demandante como Capitalism 2. Em suma você gerencia uma fábrica que deve completar objetivos, que vão da produção de uma estante de madeira, a gnomos. A medida em que o jogo progride é que as coisas começam a ficar muito difíceis.

Little Big Workshop não só pega o conceito logístico e joga em cima de um tycoon, mas sim faz ele ser a peça central. Você tem os seus funcionários, que não são robôs e precisam descansar, sendo necessário uma sala de descanso com bebidas e mesas. Entretanto, o espaço que o game oferece para construção é moderadamente limitado. Você não terá uma fábrica imensa como Factorio ou até mesmo um hospital como o de Two Point Hospital. Cada centímetro quadrado é importante.

Litle Big Workshop
Não, eles não estão queimando a fábrica, eles estão motivados!

É então que as coisas ficam mais peculiares e aterrorizantes. Cada peça requer um processo de manufatura. Uma estante, por exemplo. Precisa ter uma mesa para corte, outra para polimento, e pedidos podem demandar uma madeira diferente. Você precisa ter tudo isso em mente na hora de planejar a distribuição de salas e funcionários.

Em cima de tudo isso ainda há o sistema de oferta e demanda, algo que os desenvolvedores comentaram que seria simples, mas a simplicidade é só superficial. Você pode produzir quantos carrinhos para crianças você quiser, mas se não houver demanda, ninguém vai comprar e a sua linha de produção vai dar um belo de um prejuízo. Os preços flutuam diariamente – um dos aspectos que eu ainda não tenho uma noção boa de como funciona ou quais fatores influenciam – algo que valia muito no dia anterior pode valer pouco no dia seguinte.

Isso sem contar em todo o sistema de diagramas. Você não seleciona só quais tarefas devem ser feitas, mas quais oficinas serão usadas. Algumas oficinas podem ser ótimas com um tipo de madeira, péssimas com outras, e tudo isso afeta o tempo de produção e a sua capacidade de entregar a tempo um produto. Esses diagramas são tanto oferecidos pelo jogo como podem ser criados por você. Uma decisão que eu tomei e não foi das melhores.

O meu último diagrama, o de uma bicicleta, ficou uma completa zona; achei que seria capaz de entregar ele e outro produto ao mesmo tempo, mas a produção de algumas peças atrasou, meus trabalhadores ficaram exaustos e meu rendimento foi para o vermelho. Por ser um conceito “open ended” – ou seja, uma campanha sem final – eu sinto que eu estou apenas arranhando a superfície do potencial de Little Big Workshop.

Escrever esse último parágrafo chega a ser irônico, pois espero uma entrega que já passou por sérios problemas de logística e até agora não há sinal que eles vão acabar tão cedo. Teria isso evitado se Little Big Workshop tivesse sido lançado antes e os gerentes / diretores dessa empresa o jogassem? Olha, eu duvido muito, mas por ora eu recomendo bastante que você dê uma olhada no game, ainda mais se você gosta de logística como eu.

Espere uma análise mais aprofundada em breve.

Little Big Workshop é mais complexo do que aparenta

About The Author
- Ex-colaborador da EGW e redator para o BABOO. Tento constantemente entender sistemas e relacioná-los às emoções e reações que sentimos nos jogos.