Pegue Pikmin, adicione um conceito de um editor de fases e a ideia que os pequenos seres que se tornam seus aliados sejam usados como munição ou sacrifício – praticamente crimes de guerra. Apesar da temática soar sombria, Terrorarium da Stitch Media, em acesso antecipado e com seu lançamento confirmado para 28 de julho, é bem carismático.

A versão final terá uma campanha onde uma senhora conhecida apenas como “The Gardener” luta contra seu arqui-inimigo para ganhar o concurso horticultura. Sim, a temática é peculiar desse jeito.

Mas pelo o que eu joguei da versão de acesso antecipado, a principal atração do game é a criação de níveis. Com um editor que é tão simples de usar quanto um Super Mario Maker ou de jogos de construção de veículos, você pode ter um mapa funcional em questão de minutos. Torná-lo desafiador ou até interessante vai, obviamente, levar mais trabalho.

É por isso que desde o início do acesso antecipado a Stitch Media incentivou a comunidade a criar seus próprios mapas e compartilhá-los via o Steam Workshop. O resultado é a adição de mais de 200 mapas feitos pela comunidade escolhidos através de um concurso de level design ocorrido no começo do ano.

Eu ainda não me adaptei muito bem aos controles de Terrorarium, acho que ele podia ficar mais um tempo em desenvolvimento para polir a movimentação e o controle das unidades, mas ele tem um grande potencial para aqueles que gostam de ser criativos. Coisa que eu raramente consigo ser quando se diz respeito a design de fases.

Lançamento de Terrorarium ocorre no final de julho

About The Author
- Ex-colaborador da EGW e redator para o BABOO. Tento constantemente entender sistemas e relacioná-los às emoções e reações que sentimos nos jogos.