Iron Harvest

Como alguém que acompanha até que de perto o desenvolvimento de Iron Harvest, fiquei um pouco encucado com o casual silêncio da King Art Games nas últimas semanas. Nesta semana a desenvolvedora finalmente revelou o motivo: a expansão “Operation Eagle”, prevista para sair em 27 de maio em conjunto com a facção dos EUA.

“EUA” modo de falar, pois já que Iron Harvest se passa em universo paralelo, a facção é a Usonia (um nome muito criativo) que conta com três heróis, uma campanha que pode ser jogada em modo coop, 20 novas unidades – incluindo unidades voadoras. As unidades voadoras também estarão disponíveis para as outras facções do jogo, assim como as novas estruturas de defesa que virão com a expansão.

Vale apontar, no entanto, que “Operation Eagle” é uma expansão standalone. Ou seja, quem comprá-la terá acesso apenas a campanha de Usonia e suas respectivas unidades mas poderão jogar nos novos mapas multiplayer. Aqueles que possuem tanto Iron Harvest quanto “Operation Eagle” terão acesso a todo conteúdo. Mais detalhes podem ser encontrados no blog oficial.

Não nego que Iron Harvest começou bem mal das pernas. A versão “1.0” era recheada de problemas de pathfinding, faltava variedade nas unidades e muitas mecânicas ainda precisavam de refinamento. Agora depois de uma dezena de atualizações o jogo está em um estágio muito melhor e mais robusto. Nunca vai ser um jogo que irá superar clássicos como Company of Heroes – uma grande fonte de inspiração da King Art Games – mas tem lá os seus charmes.

Espero que a desenvolvedora continue melhorando-o com o lançamento da “Operation Eagle”.

Aliás, quem estiver interessado em testar Iron Harvest, agora é uma boa hora pois o jogo está com final de semana gratuito no Steam.

Expansão para Iron Harvest trará campanha dos EUA

About The Author
- Ex-colaborador da EGW e redator para o BABOO. Tento constantemente entender sistemas e relacioná-los às emoções e reações que sentimos nos jogos.