Imperator: Rome

Depois de um conturbado e longo período de testes ocorrido desde o começo de junho, a Paradox lançou oficialmente nesta terça-feira (24) a versão 1.2 de Imperator: Rome com a promessa de melhorar vários sistemas do game.

Para muitos a principal mudança vai ser a remoção parcial do sistema de “mana” – termo usado para definir quaisquer mecânicas que pudessem ser alteradas a partir que o jogador obtivesse um determinado número de um recurso abstrato. Um desses exemplos é o sistema de estabilidade de uma nação, que ao invés de manter o estilo de Europa Universalis IV, agora é influenciado por fatores internos e externos.

Em conjunto, Imperator: Rome agora oferece 17 novas construções (um número bem maior do que as 9 iniciais) para prover maior granularidade no controle da nação e da população. Tal população também sofreu grandes mudanças na atualização e agora migram entre cidades de maneira dinâmica ao invés de serem determinadas pelo jogador.

Eu ainda acho que a versão inicial de Imperator: Rome é muito boa. Era a atualização que eu queria para Europa Universalis: Rome. Por outro lado, também concordo que algumas dessas melhorias resultarão em um jogo mais robusto no futuro.

Olha pelo lado bom, ao menos a Paradox ainda não lançou DLCs.

A lista completa de mudanças está disponível no fórum da Paradox, o vídeo mostra as principais diferenças entre a versão 1.0 e a 1.2.

Imperator: Rome recebe atualização 1.2

About The Author
- Ex-colaborador da EGW e redator para o BABOO. Tento constantemente entender sistemas e relacioná-los às emoções e reações que sentimos nos jogos.