Imperator: Rome

Quando o assunto é notícia ruim, parece que a Paradox decide fazer chover e decepcionar todo mundo. Depois do desastroso lançamento de Europa Universalis IV: Leviathan, uma publicação no fórum da Paradox anunciou uma reestruturação organizacional das equipes. Algumas delas estão focadas em Stellaris e Hearts of Iron, outras em Crusader Kings III. Já Imperator Rome? Bem, nenhuma das desenvolvedoras está trabalhando em mais conteúdo ou atualizações.

Em suma, as empresas foram “divididas” em Paradox Green, Paradox Red e Paradox Gold. Paradox Green está à frente do desenvolvimento de Stellaris e ajuda com a Paradox Arctic. Já a Paradox Red está focada em Crusader Kings III e a Paradox Thalassic. Por fim, a Paradox Gold cuida de Hearts of Iron IV. Tais empresas também estão colaborando em conjunto para um jogo a ser revelado durante a PDXCon.

A razão dada pela empresa sobre a ausência de uma desenvolvedora para Imperator: Rome é que outros projetos precisavam de mais apoio técnico. Tal mudança já estava prevista para acontecer após o lançamento da versão 2.0. Há planos que o jogo receba mais conteúdo no futuro assim que a desenvolvedora expanda a equipe, mas isso não deve ocorrer este ano.

Olhando de um modo bem frio e calculista, faz sentido a Paradox interromper o desenvolvimento de Imperator: Rome. Ele era o menos jogado de todos os Grand Strategy da empresa e a atualização 2.0 fez pouco para mudar a opinião geral do jogo – embora eu considere ele fantástico desde o lançamento.

Isso também garante que os modders que voltaram com a atualização 2.0 – como o Bronze Age Mod que está sob nova direção – mais estabilidade para desenvolver as mecânicas previstas sem se preocuparem com possíveis mudanças inesperadas.

Por outro lado, não consigo tirar a sensação de que Imperator: Rome foi um estepe para as mecânicas de jogos futuros muito como aconteceu com Sengoku — praticamente uma base para a construção de Crusader Kings II. A maior mudança entre a versão 1.0 e a 2.0 de Imperator: Rome foi no sistema populacional. Embora isso não indique que um Victória 3 esteja em produção, não fico surpreso a Paradox usar algumas dessas mudanças em seus próximos games.

Imperator: Rome pode ter tido um desenvolvimento conturbado, mas ele merecia mais. Muito mais.

Imperator: Rome não deve receber conteúdo este ano

About The Author
- Ex-colaborador da EGW e redator para o BABOO. Tento constantemente entender sistemas e relacioná-los às emoções e reações que sentimos nos jogos.