Hoje é um belo dia para ser fã de BattleTech. Após a Piranha Games publicar um novo vídeo de MechWarrior 5, agora é a vez da Harebrained Schemes lançar a terceira e última expansão para BattleTech – Heavy Metal. Ela está à venda por R$37,99 ou inclusa no passe de temporada.

Conservadora em comparação a Urban Warfare ou Flashpoint, o que eu joguei de Heavy Metal até então aponta que ele é o ápice do design da Harebrained Schemes para a franquia. Ela adiciona o tipo de conteúdo que é tanto interessante quanto de fácil digestão para quem está há um bom tempo sem jogar, e ainda adiciona novas peças que irão rejuvenescer o metagame e a modularidade dos mechs.

Um dos pontos mais notáveis que posso ressaltar é o morteiro, a primeira arma que causa dano em área. Apesar de no momento ser limitada a mechs de porte médio ou pesado, a diferença entre tê-la ou não durante uma missão – ainda mais em ambientes urbanos – é gritante.

Como de praxe para a Harebrained e a Paradox, mesmo se você não pegue a expansão, você ainda recebe suporte oficial a mods (o que vai facilitar a vida daqueles que jogam Roguetech), novos mechs, eventos e 40 novos contratos.

Com as cinco horas de jogo que pude disponibilizar para Heavy Metal, ainda não vi quase nenhum dos contratos antigos, mas devo ressaltar que estou jogando no modo “Carreira” – a melhor maneira de apreciar o conteúdo novo. Uma análise mais aprofundada sobre as características da expansão e especialmente os âmbitos da Harebrained com BattleTech deve ser publicada na semana do dia 25 de novembro.

Expansão Heavy Metal está disponível para BattleTech

About The Author
- Ex-colaborador da EGW e redator para o BABOO. Tento constantemente entender sistemas e relacioná-los às emoções e reações que sentimos nos jogos.