Emperor

Em nota, a Paradox anunciou que a próxima expansão de Europa Universalis IV, Emperor, será lançada em 9 de junho por US$19,99. (R$37,99 no Brasil).

Oficialmente mostrada ao público em março, Emperor é mais uma expansão que visa alterar mecânicas internas de certos países ao invés de expandir o sistema de conquista territorial. As mudanças previstas são um novo sistema de revoluções, novas missões para nações da Europa, novos sistemas de intriga, centralização ou descentralização para o Sacro Império Romano-Germânico e mecânicas que podem reduzir o avanço da reforma protestante.

Os pormenores da expansão também incluem um novo sistema de mercenários que agora são influenciados por sua nação de origem. Se um grupo de mercenários vem, por exemplo, da Hungria e você joga como o Grão-Ducado de Moscovo, as tropas irão demorar mais tempo para serem recrutadas.

Nas últimas semanas a Paradox entrou em mais detalhes sobre estas mecânicas nos seus diários de desenvolvimento. A Alemanha, por exemplo, terá uma nova árvore de missões, Boêmia terá províncias que indicarão com mais “realismo” o início da reforma protestante junto com uma nova árvore de missões.

Tal árvore é bastante interessante pelas diferentes oportunidades que podem acontecer ao longo de uma partida. Você pode cortar relações com Roma, caso queira, perseguir religiões não católicas para ganhar favores com o Papa ou até mesmo se converter para a igreja Hussita.

No geral eu estou bem contente com as mudanças que estão sendo trazidas por Emperor. Europa Universalis IV já está mais do que inchado – tal como era Crusader Kings. Hoje em dia prefiro lidar com crises internas do que o velho e cansativo “pintar mapa”.

Isso me lembra que eu devia aprender como jogar o mod MEIOU & Taxes. Um dia, quem sabe.

Europa Universalis IV: Emperor sai em junho

About The Author
- Ex-colaborador da EGW e redator para o BABOO. Tento constantemente entender sistemas e relacioná-los às emoções e reações que sentimos nos jogos.