Epic Games

Não é todo dia que você vê um evento chacoalhar tanto a indústria de games como o anúncio da Epic Games. Em nota, a empresa anunciou que irá abrir a sua própria loja digital para vender jogos e fazer frente ao Steam. O diferencial? Uma maior receita para os desenvolvedores.

Atualmente os desenvolvedores que vendem jogos no Steam ficam com 70% da renda, enquanto a Valve retém 30%. Já a Epic promete que todos os jogos – independentes ou de grandes empresas – terão 88% da renda. Ou seja, a Epic só abocanha 12%, o que é uma redução considerável.

A notícia vem poucos dias após a Valve anunciar mudanças no sistema de distribuição de receita, que promete reter uma fatia menor (20%) caso o jogo venda mais que 50 milhões de dólares. Uma opção tentadora para as grandes publishers manterem seus jogos na plataforma. Para desenvolvedoras independentes, que sonham ter uma receita de 100 mil dólares ou até menos? Nem um pouco. As coisas continuam feias para Valve ao levarmos em conta um bug ocorrido nos últimos meses e que fez com que muitos jogos independentes não fossem sugeridos como potenciais compras, e que acabou afetando as finanças dos desenvolvedores – conteúdo coberto de forma extensa por Fraser Brown na PC Gamer.

Mas também há de se ter um certo ceticismo sobre a Epic Games. Ela tem uma plataforma com Fortnite, mas não se sabe quais jogos aderiram ao programa, se haverá opção para pagamento em Real, suporte a mods ou quais as vantagens para o consumidor em relação ao Steam. Repostas que podem vir junto com o The Game Awards, que acontece em 6 de dezembro e já tem a participação da Epic garantida.

Seja lá quem for o campeão dessa “batalha”, um ponto muito importante continua a ser deixado de lado: jogos experimentais e alternativos. Uma receita maior é um ótimo atrativo, mas será que existirão ferramentas para facilitar que as pessoas encontrem games menos convencionais – como Proteus ou ISLANDS: Non-Places? Ou será esta uma chance perfeita para plataformas como o Itch.io expandir ainda mais?

Pois é, depois de 15 anos de um quase total monopólio da Valve, as coisas podem estar prestes a mudar.

Epic Games anuncia sua própria loja digital

About The Author
- Ex-colaborador da EGW e redator para o BABOO. Tento constantemente entender sistemas e relacioná-los às emoções e reações que sentimos nos jogos.