Surviving Mars

A Haemimont Games divulgou nesta semana novos detalhes sobre seu construtor / gerenciador de cidades ambientado em marte, Surviving Mars. O tópico da vez é recursos e a escassez dos mesmos. O game está previsto para lançamento no ano que vem para Xbox One, PlayStation 4 e PC.

Os recursos são divididos em três categorias: básicos, avançados e de rede. Os básicos, que incluem metais e concreto, são coletados do solo, transportados e depois sintetizados. Já os avançados, que incluem partes para máquinas e eletrônicos, são tipicamente produto de dois ou mais materiais base.

Por fim, os recursos de rede são os relacionados a construção de redes elétricas ou de transporte de oxigênio e água pela colônia. Assim como os outros recursos, eles poderão ser adquiridos de formas diferentes — água pode ser obtida lençóis freáticos ou da atmosfera, e energia pode ser gerada via energia solar pelo uso usinas de energia específicas.

Um dos pontos que a Haemimont levantou foi a escassez de recursos. Diferente de seus games anteriores, a escassez de recursos para sobrevivência é uma das mecânicas principais do game, mas não ao ponto de torna-lo algo como um Rimworld ou Dwarf Fortress. A ideia é que o jogador tenha de estabelecer linhas de transporte, já que muitos recursos estarão longe da cidade, e garantir o funcionamento delas em caso de emergência.

Não hesito em dizer que essas novidades me deixam muito, mas muito ansioso. Após comentar da carência de interatividade de Cities: Skylines, Surviving Mars tem tudo para ser o que eu imaginava de um construtor / gerenciador de cidades. Que não me decepcione. O diário completo você encontra no fórum da Paradox.

Veja como funcionarão os recursos no construtor Surviving Mars

About The Author
- Ex-colaborador da EGW e redator para o BABOO. Tento constantemente entender sistemas e relacioná-los às emoções e reações que sentimos nos jogos.