Humankind

Mas minha nossa, estamos na segunda semana de 2022 e o calendário de jogos de estratégia já começou a ficar cheio. A Amplitude é uma das que iniciou a “corrida” com o anúncio do DLC “Culturas Africanas” para Humankind. Ele está em pré-venda por R$17,99 e adiciona seis culturas africanas separadas por eras.

A seleção, embora possa parecer “peculiar” para quem não jogou Humankind ainda, é bem interessante. Você pode começar uma partida com Bantos – cujo foco é expansão, evoluir para uma cultura agrária com Garamantes na segunda era, voltar para uma cultura mercantil na quarta era com Massais, ir para o militarismo com os Etíopes na quinta e fechar a partida com os Nigerianos.

Como é de praxe, cada cultura tem um estilo próprio. Os Garamantes por exemplo, podem obter comidas de terrenos áridos. Os Suaílis são úteis para jogadores que possuem costas. Os nigerianos, apesar de agrária, podem ser úteis também do ponto de vista militar por conta da possibilidade de aumentar os depósitos de petróleo e a força de trabalho agrícola.

O DLC também acompanha 5 novas maravilhas que são compostas por  Monte Kilimanjaro, Cataratas de Vitória, Monte ZumaLago Natron, e Grande Mesquita de Djenné — além de 7 povos independentes e 15 novos eventos narrativos.

Eu não esperava um DLC tão cedo de Humankind, ainda mais se levar em conta que a Amplitude ainda está em um processo de se “encontrar” em que rumo ela quer seguir com o 4X. Todavia, a adição de novas culturas, e culturas tão distintas em relação àquelas do jogo base já indica um caminho próspero. Mesmo que esse caminho “próspero” acabe doendo um pouco nos bolsos. Agora é torcer para que isso seja compensado com atualizações excelentes.

Veja o trailer de anúncio abaixo:

DLC para Humankind trará culturas africanas em 20 de janeiro

About The Author
- Ex-colaborador da EGW e redator para o BABOO. Tento constantemente entender sistemas e relacioná-los às emoções e reações que sentimos nos jogos.