Aqui no site eu estabeleci uma regra de que se um jogo em turnos não tem uma premissa interessante ou mecânicas inusitadas, o meu interesse nele vai cair para zero. Felizmente não é o caso de Against The Moon da Code Hectic. Com seu lançamento anunciado para 24 de setembro no PC tanto via Steam e GOG, ele é tanto um jogo de estratégia em turnos quanto um card game.

A história do jogo por si só já elevou meu interesse. Você controla os exércitos da cidade de Arx que, por algum motivo, está se opondo contra a Lua. Sim, a Lua. Como alguém luta contra a lua? Pelo visto com batalhas em turnos e uso de cartas.

Suas mecânicas me lembram parcialmente as de Nowhere Prophet, com três linhas de batalha, diferentes tipos de unidades e upgrades para as cartas. Todavia, a Code Hectic faz com que todas as unidades – incluindo heróis, que podem ocupar três slots em cada linha – atacarem ao mesmo tempo.

Pode soar simplístico de início, mas a medida em que você avança (ao menos no prólogo, disponível via Steam), as coisas ficam mais complicadas. É um imenso jogo de saber equilibrar e algumas vezes deixar uma linha / fileira cair para vencer a batalha.

A versão final de Against The Moon terá três modos de jogo, uma campanha, um modo roguelike e um modo “caça aos monstros”. Estou bem curioso para esse último pois me soa como um fantástico boss rush, coisa que não se vê normalmente em jogos de estratégia em turnos – muito menos com cartas.

Se você curtiu a ideia, recomendo mesmo dar uma olhada no prólogo, ele tem só 500mb e te dá uma boa noção se você vai gostar de Against The Moon ou não.

Deckbuilder Against The Moon sairá dia 24 no PC

About The Author
- Ex-colaborador da EGW e redator para o BABOO. Tento constantemente entender sistemas e relacioná-los às emoções e reações que sentimos nos jogos.