Death's Gambit

Eu quero muito de entender o motivo de desenvolvedoras e publishers lançarem tantos jogos em um espaço tão curto de tempo. Um mês atrás e Death’s Gambit já estaria pronto para ser jogado. Lançado nesta terça-feira (14) para PC (Steam / GOG) e PlayStation 4 por R$36,99, ele só vai engordar ainda mais a minha biblioteca, pois me falta tempo.

Criado pela White Rabbit, ele se encaixa perfeitamente no meu estilo: Não-linear, com um pouco da essência da série Souls (Eu sei, falei que não ia usar essa palavra, mas é válida para esse jogo) aliado a Metroid, chefões desafiadores e sete classes jogáveis. A jogabilidade, como você espera, tem um ar de “Dark Souls”, gerenciamento de stamina, armadilhas, história que se desenrola por meio de descrição de itens ou partes do cenário e um mundo influenciado pelo estilo gótico.

As impressões iniciais, no entanto, estão um tanto divididas. Muitos criticam os controles e a falta de “peso” ou “feedback” dos golpes, enquanto outros o consideram maravilhoso. Algo me diz que, como Chasm, vai ser um imenso “ame ou odeie”. Espero ter tempo para jogá-lo o quanto antes.

Death’s Gambit está disponível no PC e PlayStation 4

About The Author
- Ex-colaborador da EGW e redator para o BABOO. Tento constantemente entender sistemas e relacioná-los às emoções e reações que sentimos nos jogos.