Command & Conquer Remastered

Bastou cinco minutos da introdução até a minha partida do modo skirmish para notar o tamanho do carinho que Command & Conquer: Remastered Collection recebeu por parte da EA e a Petroglyph. Disponível nesta sexta-feira (05) tanto via Steam como Origin, ele pode entrar na lista de um dos melhores remasters que eu já vi.

Quem me conhece sabe que eu tenho um grande pé atrás com remasters, ainda mais depois do gigante fiasco que foi Warcraft III Reforged. Normalmente tendo a preferir inovadoras ideias do que um retorno ao passado. Mas a remasterização feita pela Petroglyph, ao menos no que diz respeito a jogabilidade em si está demais.

O jogo em si conta obviamente com suporte a resoluções até 4K, monitores ultrawide, mods e a EA já liberou o código-fonte do jogo sob a licença GPL 3.0. O único ponto “negativo” até então estão nas cinemáticas – o que já era esperado já que as mesmas foram criadas para resoluções de 320×240 e não os monitores que temos atualmente.

Claro que por ser um lançamento recente, ainda não tenho como dar o meu parecer final; minha grande preocupação é se as missões envelheceram bem ou não. O design de jogos de estratégia em tempo real mudou muito dos anos 90 para cá. Mas, se você é um daqueles que é fã de carteirinha de Command & Conquer, já deixo a minha recomendação.

Agora, o que me deixa ainda mais entusiasmado é ver o que a comunidade vai fazer com o código fonte e quais novos mods irão surgir dessa empreitada.

Command & Conquer Remastered Collection chega no Steam e Origin

About The Author
- Ex-colaborador da EGW e redator para o BABOO. Tento constantemente entender sistemas e relacioná-los às emoções e reações que sentimos nos jogos.