Mythgard

Não sei se vá existir um dia que eu olhe para um card game e não me sinta acuado de escrever sobre ele. Muitos deles tem uma monetização predatória, se aproveitam da compulsão das pessoas para gerar renda, dentre muitos outros problemas. Dito isso, também é minha obrigação ao menos dar uma chance a eles, afinal é sempre bom expandir os horizontes e ver que diferentes designs existem por aí. É por isso que eu estou disposto a dar uma chance ao Mythgard da Rhino Games, cujo beta será iniciado a partir de 19 de setembro tanto no Steam como iOS e Android.

Em fase alpha via o site oficial, Mythgard segue um pouco do estilo que é misturar um conceito básico de Hearthstone com mecânicas avançadas – a necessidade de “queimar cartas” para gerar energia e posicionamento de unidades de acordo com “lanes”. Por exemplo, uma unidade só poderá atacar três áreas que estão na sua frente, o que torna entender como atacar e defender um elemento muito mais crucial do que “use uma carta tank” ou “use uma magia para erradicar a mesa do oponente”.

Outro ponto que levantou minha curiosidade é um modo 2v2, que ainda não tive tempo para testar. No modo a mesa é dobrada junto com a quantidade de vida dos jogadores. A Rhino aponta, entretanto, que a prioridade de balanceamento vai ser sempre o modo ranked e drafts – focados em 1v1. Mas, ao menos eles estão tentando algo diferente do que se tem por aí. Para quem prefere algo single-player, apostem em Nowhere Prophet, que devo ter um texto sobre em breve.

Beta do card game Mythgard inicia em setembro

About The Author
- Ex-colaborador da EGW e redator para o BABOO. Tento constantemente entender sistemas e relacioná-los às emoções e reações que sentimos nos jogos.