Battlestar Galactica Deadlock

Você descobre que algo é o “ganha pão” da Slitherine quando a empresa italiana decide investir pesado em DLCs. Quem aparenta assumir esse posto ao lado de Field of Glory II é Battlestar Galactica Deadlock, que teve a sua terceira expansão – Sin and Sacrifice – anunciada.

Sem alguma novidade bombástica, como foi a operação Anabasis e seu modo sobrevivência, Sin and Sacrifice se foca em expandir a história do jogo com 11 novas missões e dois novas classes de naves. As colônias ganham a nave Heracles, que tem a menor velocidade de propulsão, mas o maior poder bélico. Já os Cylon recebem o Gorgon, uma nave focada em dar suporte e efetuar reparos entre os turnos.

A expansão será acompanhada da atualização “Veterancy”, que finalmente incluirá um sistema de experiência para as naves. Essa adição é retroativa, ou seja, você poderá começar uma campanha base e as suas naves irão ganhar pontos de experiência.

De tudo que foi mostrado até então (o que não é muito, para ser sincero), o sistema de experiência é, de longe, o mais curioso. Battlestar Galactica Deadlock te pune seriamente por perder naves ao ponto de deixar a campanha impossível de ser vencida. Até que ponto esse sistema de XP vai ajudar, ou atrapalhar, a vitória?

Battlestar Galactica Deadlock: Sin and Sacrifice será lançado em 19 de março.

Battlestar Galactica Deadlock: Sin and Sacrifice é anunciada

About The Author
- Ex-colaborador da EGW e redator para o BABOO. Tento constantemente entender sistemas e relacioná-los às emoções e reações que sentimos nos jogos.