Ryza

Quanto tempo deve fazer que eu não jogo algo da série Atelier? Eu nem sei mais para ser honesto com vocês, mas Atelier Ryza – que foi lançado nesta terça-feira para PC, PlayStation 4 e Nintendo Switch foi o primeiro em muitos anos entrar no meu radar.

Mantendo em parte o estilo tradicional da franquia de exploração e criação de itens, o jogo conta a história de Ryza e seus amigos Lent e Tao. Ao contrário de outros protagonistas da série, Ryza não é sequer uma aprendiz de alquimia, mas graças ao alquimista Empel ela começa a dar os primeiros passos nesse mundo.

Dado essa mudança na temática, Ryza é um pouco mais contido que os outros jogos da série Atelier mas também vem com uma boa dose de novidades. Uma das mais notáveis é o novo sistema de combate que lembra o famoso “Active Time Battle” da franquia Final Fantasy. Outra mudança fica, como sempre, no sistema de alquimia e a promessa de ainda mais complexidade. Eu já não sei tanto quanto a isso, pois Atelier sempre foi simples nesse aspecto e um dos principais motivos que a série me atraiu. Espero que não tenham complicado demais.

Abaixo você pode ver um vídeo que detalha as mudanças no sistema de combate de Ryza:

Atelier Ryza: Ever Darkness & the Secret Hideout está disponível no PC e consoles

About The Author
- Ex-colaborador da EGW e redator para o BABOO. Tento constantemente entender sistemas e relacioná-los às emoções e reações que sentimos nos jogos.