Tales of Arise

Eu tenho uma relação tão peculiar com a série Tales. Toda vez que um novo jogo sai eu penso “esse sim eu vou adorar”. Até então só Berseria foi capaz de fazer isso. Ainda estou em dúvida se o mesmo vai acontecer com Tales of Arise, lançado nesta sexta-feira (10) para PC, PlayStation 4/5, Xbox One e Series S/X.

Pelo o que o trailer apresenta, Arise traz a típica temática da série Tales, liberdade, colaboração entre amigos e afins. Os personagens principais são Alphen e Shionne – um homem com uma máscara de ferro cujo planeta natal foi escravizado e uma garota que foge de seu povo. Não é nada inovador como eu esperava, mas quem joga Tales pela história está perdendo o maior foco do jogo: o combate.

Tudo que eu vi até então indica uma significativa melhora no sistema de combate, de combos e de esquiva. Essa é uma das mudanças críticas que eu esperava ver para a franquia que vinha em um “arroz com feijão” faz um bom tempo.

Contando que dê para eu me divertir como combate e a dificuldade alta não seja absurdamente difícil, é bem provável que eu acabe pegando Tales of Arise mais cedo ou mais tarde. Agora é decidir se eu morro em R$249 no PC ou no PlayStation 5.

Assista ao trailer de lançamento de Tales of Arise

About The Author
- Ex-colaborador da EGW e redator para o BABOO. Tento constantemente entender sistemas e relacioná-los às emoções e reações que sentimos nos jogos.