Scarlet Nexus

Eu fiquei com um pouco com o pé atrás na primeira vez que eu vi o anúncio de Scarlet Nexus. “Soa interessante, mas será que a jogabilidade fica repetitiva demais?”. O trailer divulgado durante o Xbox Extended Gameplay na última sexta-feira (18) removeu grande parte dos meus medos.

O vídeo de pouco mais de 13 minutos, infelizmente no momento apenas legendado em inglês, entra em mais detalhes sobre a criação do universo de Scarlet Nexus, o design dos personagens, como é o sistema de combate e o sistema de evolução de cada um deles.

Dentre as diferentes mecânicas apresentadas, duas me saltaram como significantes. A primeira são os diferentes estilos de luta de cada personagem e o segundo o sistema de “habilidades” passivas e ativas do jogo. Com tantos jogos vindo com a tendência de oferecer melhorias pífias como “5% a mais de dano”, Scarlet Nexus aparenta seguir um caminho muito mais direto e impactante para como moldar o seu personagem.

Certas habilidades, como a “charge” mostrada no vídeo, requerem pontos de habilidade para serem desbloqueadas. Isso por si só já é uma grande diferença em relação a outros games publicados da Bandai Namco como Code Vein onde senti que não havia tanta diferença entre os estilos de combate a não ser em momentos situacionais.

Não preciso dizer é claro, que o design dos inimigos está espetacular e provavelmente um dos pontos mais fortes de Scarlet Nexus até então. Estou bem curioso para ver como esses inimigos evoluem e se modificam ao longo da história.

Vale lembrar que uma demo dele está disponível tanto para PlayStation 4/5 como para Xbox. Ela é um pouco limitada, mas dá uma noção do que esperar da versão final.

Scarlet Nexus sai em 25 de junho para PC, PlayStation 4/5, Xbox One / Series S / Series X a partir de R$199,99.

Assista a 13 minutos de gameplay comentado de Scarlet Nexus

About The Author
- Ex-colaborador da EGW e redator para o BABOO. Tento constantemente entender sistemas e relacioná-los às emoções e reações que sentimos nos jogos.