Análise – Crusader Kings II: Way of Life

A primeira vista não entendi direito do que se tratava Crusader Kings II Way of Life, algumas mecânicas soavam interessantes, mas o quanto mudavam o jogo? A resposta é: bastante.

Lançado em 16 de dezembro no Steam por R$ 15,99, Way of Life é focado naqueles que tem interesse pelos aspectos de roleplay do Crusader Kings II, permitindo com que o jogador defina um foco a cada dez anos para o seu soberano.
Você quer seduzir sua irmã? Com um foco específico você consegue. Ou quem sabe melhorar a sua intriga? Isso também é possivel.

Crusader Kings II: Way of Life

O mais interessante do DLC é como abre novas perspectivas e eventos que podem ocorrer durante o seu reinado. Por exemplo, com o foco na sedução, eu seduzi a esposa de meu irmão, que acarretou em meu soberano ter um filho com ela.

Meu irmão obviamente não ficou nada feliz com isso e se tornou um rival meu. Suas ações, porém, não foram vistas até muitos anos depois, onde decidiu entrar em guerra e buscar conquistar novos territórios graças a nossa rivalidade. Ao ganhar a guerra, eu alterei meu foco para intriga e comecei a espiar sua vida privada para ter algum segredo dele e usar como moeda de barganha no futuro.

Way of Life

Tenha um cachorro chamado Lucifer…

Isso é uma das mais variadas maneiras que Way of Life pode alterar a sua partida. Você também pode entrar em duelos por uma rivalidade e novos eventos foram adicionados ao longo da jornada.

Aqueles que são mais focados em conquista não verão muito valor em Way of Life, afinal poucas mecânicas relacionadas a isso foram adicionadas. Um dos focos disponíveis permite você melhorar as habilidades em guerra, mas só.

É um dos problemas que vejo em Way of Life. Ele se foca demais em duas funções, sedução e intriga, enquanto as outras parecem meio deixadas de lado.

Eu entendo que a Paradox experimenta um pouco em cada DLC, algumas coisas funcionam e outras não. Esse é o caso com Way of Life. Uma coisa que não deve esperar a partir do momento que se ativa o DLC é precisão histórica.

Por exemplo, a guerra dos 100 anos na minha partida foi vencida pela Inglaterra, que conquistou a totalidade do território da frança. Eu estava ocupado enquanto conquistava o território do Canato da Horda Dourada, o antigo império Mongol. Se você gosta de acontecimentos estranhos como esses, ainda mais com a possibilidade de seduzir uma rainha de outro reino, terá boas horas de diversão em Way of Life.

Way of Life

…E seduza quem você quiser

Espero que em uma próxima implementação alguns focos recebam mais atenção. Não posso culpá-los, porém. Crusader Kings II tem quase dois anos desde o lançamento e ainda recebe atualizações constantes com novidades.

Falando em novidades, a última atualização de Crusader Kings II, que adicionou Way of Life, trouxe uma da funcionalidades que mais desejava, um botão de contexto.

É difícil explicar por meio de palavras o quanto isso melhorou de forma geral a dinâmica do jogo. O que você precisava fazer em dois ou três cliques agora é feito com um. Ainda demora um tempo para se acostumar com a nova interface pois alguns elementos foram trocados de lugar, mas se for um veterano da franquia não terá dificuldades.

Além da grande mudança, a atualização adicionou alguns rebalanceamentos de habilidades e exércitos, ou seja, o esperado. Não houveram mudanças nos gráficos ou na trilha sonora.

Crusader Kings II: Way of Life é uma boa expansão se você não se importa com cenários absurdos, como seduzir sua irmã, e quer fazer tudo o que for possível com o seu rei. O foco demasiado em intriga e sedução faz ela brilhar um pouco menos, mas pelo preço (R$ 15,99) não se tem do que reclamar.

A análise foi feita com base em uma cópia enviada pela Paradox

Análise – Crusader Kings II: Way of Life

About The Author
- Ex-colaborador da EGW e redator para o BABOO. Tento constantemente entender sistemas e relacioná-los às emoções e reações que sentimos nos jogos.